3 de jan de 2019

Distante


Prenda seus olhos ao horizonte,
Negue ao seu coração o céu.
Perdoe-me se mantenho o véu,
Cobrindo de certezas tua fronte.

Quisera tanto ser a luz que te aquece,
Mas renúncia é a parte do amor mais bela,
E foi cheia de ternura, aquela.
Esquecer da perfeição, esta é a prece.

Esquecemos  para tentar seguir avante.
Pois somos mais mundanos que monge,
Desenhados com tintas de céu e inferno,

Não, não tentes me tirar desse Inverno
Fomos feitos para amar ao longe,
Perdidos... Lua e Mar, sempre distante.

#UmTextoPorDia
#365Dias&Palavras

0 comentários:

Postar um comentário

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados