23 de ago de 2017

Das sobras


Nasci sem encanto.
Sobrou-me adeus.
Faltou-me aceitação.
Restou-me o pranto.

Nasci sem chão,
Sobrou-me o céu.
Faltou-me o ninho,

Sobrou-me a imensidão...

Nasci sem nada.
Sobrou-me vazios,
Despedidas a luz da lua,
E o silêncio da madrugada.


2 comentários:

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados