8 de jan de 2017

Para sobreviver...

Você pensou que eu fosse quebrar?
Não foi por falta de querer, ou por falta de amar
Eu teria ficado apesar de tudo.
Teria vencido o medo,
Teria brigado com o mundo.
Esqueci de mencionar que não quebro?
Que entorto, que envergo.
Que eu me machuco e sangro,
Sinto tudo intensamente, bem ao âmago.
Mas não quebro.
Eu S O B R E V I V O
E é para sobreviver que parto.
Mesmo ainda te amando.
E assim...
O melhor eu te desejo.
Mas por não ter sido, por ti, amada.
Parto torta, envergada.
 Sem chão, sem eixo.

Hoje... Finalmente...
Te deixo!

8 comentários:

  1. abraços poetisa... abraços na alma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava precisando desse abraço.
      Obrigada!
      Bjs

      Excluir
  2. Minha Amiga:
    Partir é morrer um pouco...
    Mas,dum cais que não nos dá abrigo,
    parte-se, as amarras partindo, para outro destino.
    Um beijo, amiga, gostei muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Partir é morrer muito...
      Graças a Deus sou Fênix!
      Renascer mil vezes, quantas forem preciso.
      Navegar no infinito horizonte, além mar

      Bjos

      Excluir
  3. Pensando morreu um burro. O cara pensou e se deu mal. Agora uma garota bonita como você ficar torta e envergada é o fim do mundo. Protesto veementemente. Todo mundo vai ficar envergado e torto para poder olhar melhor o teu rosto. Beijo

    ResponderExcluir
  4. encantador poema.
    claro que vai sobreviver.
    com um pouco de persistência.

    parabéns.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, partir, não significa que todos os dias o sol deixe de nascer com novas e melhores oportunidades de vida, o poema é maravilhoso.
    AG

    ResponderExcluir
  6. Por vezes é certo deixar partir algo, alguém, ou a si mesmo, por mais que sofrido, passamos assim a trilhar um novo caminho. E o tempo, é maré que apaga as marcas que deixaram em nossa "praia", fique certa disso. Aos poucos teus olhos irão buscar o céu, e quando te assustar, estará de corpo, cabeça e alma erguida novamente, e então poderás contemplar a praia sem marcas que ficou para trás, porque o tempo é mar, é maré!
    Abraço!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados