10 de dez de 2016

Que nunca me falte a poesia


Que não me falte as estrelas
Ainda que estejam mortas em algum lugar
Pior seria não vê-las
E ainda pior não sonhar.

Que não me falte o sonho
Ainda que este seja quase impossível
Ainda que o coração tristonho
Teime em torna-lo crível.

Que não me falte a fé
Ainda que esteja em desuso,
Nessa crua realidade,
Nesse mundo tão confuso.

Que não me falte a pureza
Em minha essência, todo dia
E ainda que a vida me endureça,
Que não falte a poesia...



7 comentários:

  1. Lindo e ela não te faltará! Obrigadão pelo carinho lá! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Ei, mas que coisa mais linda! Poxa, você escreve bem, mas aqui você forçou a amizade de tão bonita poesia. Olha, sem palavras. A gente tem a impressão de uma pessoa fazendo um brinde a isso, com uma taça na mão. Legal demais. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É engraçado como pro autor nunca tá bom. Eu escrevo como necessidade mesmo. Mas competência, tenho nada rs
      Acho que desse blog inteiro devo ter uns 5ou 6textos em prosa e verso que realmente gostei. Os outros foram só expressões do cotidiano. Como falar, andar, essas coisas que a gente faz sem dar conta. Não pq somos bons, mas pq é necessário.
      Beijo

      Excluir
  3. Boa tarde, é mais que certo que nada lhe vai faltar, com paciência e motivação tudo vai conseguir.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados