26 de dez de 2016

A miragem


Nas terras altas da magia
Onde o canto dos pássaros
Embalam a vida dos poetas
Encontrei-te.

Livre... Faminto pela imensidão!
Reinando acima dos mortais
Simples mortais...

Um ser tão igual a mim,
Senhor das terras de seu peito.
Alma e sentimento
Em cada poro do seu ser.

Exagerado, diferente, incompreendido!
Tal qual a minha imagem,
Um encantador de serpentes
Que controla todos os crepúsculos.

Acho que foi o desejo
De saber não ser a única
A observar o vôo dos pássaros,
A vigiar as borboletas.

Destino, acaso ou coincidência?
Quem te trouxe até mim?
Quem me levou até você?

Talvez minha alma cansada de vagar
tenha criado suas palavras,
tenha formado sua face,
tenha gerado uma ilusão.

E então tudo foi miragem.
Todo canto e poesia
Miragem!
Toda forma de magia...

Miragem!
Miragem?
Miragem...

6 comentários:

  1. Lindíssimo o se poema Juliana
    Que o ano de 2017 seja um manancial de vitórias e conquistas
    Desejo que tudo o que há de melhor esteja reservado para você
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu lhe desejo o dobro Gracita,
      Que este ano seja um ano incrível para nós de experiências felizes e superações constantes.

      Milhões de beijos

      Excluir
  2. prometi voltar e, aqui chegado (por hora), na leitura dos dois últimos poemas, fico encanto por tão sublime e musical poesia.
    Já vi que um amigo meu está seguindo os mesmos passos que eu.
    Deixo-lhe as portas abertas, pois ele é um grande Poeta e vai gostar de o ler.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá Luis, a casa tá sempre aberta pra quem, como eu, namora as palavras.
    Grandes poetas são ainda mais bem vindos, pois nem sou grande, nem poeta, mas adoro aprender.
    Lerei sim, com ctz.

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  4. Que perfeição de poema!
    Me encantei com tua escrita, tens um dom!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo incentivo Bárbara.
      Fiquei muito contente!!!
      Mas quem dera... Sou só uma pessoa que escreve vez ou outra.

      Beijos

      Excluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados