21 de dez de 2015

Das quedas...


Acontece de darmos nossos passos por caminhos duvidosos e sermos avisados que é perigoso.
- Tem um abismo ali na frente.
Por vezes, não ouvimos. Seguimos a estrada, caímos. É difícil beijar o chão frio e levantar, sem mãos que nos dê impulso ou ouvidos que nos ouça a dor.
Mas a estrada não acaba nos abismos. E os caminhos não terminam nas escolhas erradas.
É mais vencedor quem se levanta dignamente depois de uma queda e ainda assim, é capaz de olhar a beleza da estrada, estendendo as mãos pra quem tropeça em seus erros pelo caminho, do que aquele que no alto da sua arrogância é incapaz de amar a fragilidade humana. 
Levantar do chão é bem mais difícil que se manter de pé. 
Pense nisso da próxima vez que encontrar alguém que ama caído.

0 comentários:

Postar um comentário

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados