5 de abr de 2014

Resenha: O amor pode ter asas -Segredos





Título: O amor pode ter asas - Segredos
Autor: Bianca Rocha
Páginas: 432
Editora: Novos Talentos
Avaliação: 3 estrelas 


Sinopse

Normalidade é uma palavra que não existe no dicionário de Jasmim Nature. Seu nome sempre esteve constantemente nos jornais e na boca do povo da desconhecida Ilha Little. Se isso é legal? Nem um pouco. Se ela daria tudo para ser normal? Com certeza. Depois de muitas tentativas, a família Nature consegue autorização para permanecer seis meses no continente, a terra dos humanos. E Jasmim e seus irmãos passam a frequentar a escola. Tudo que precisam fazer é serem discretos e não levantar suspeitas. Mas Jasmim conhece Daniel, e não consegue evitar: se apaixona por ele. As fadas têm um jeito especial de se apaixonar: elas sofrem Inlove. Mas sofrer Inlove por um humano? É loucura! Quando o destino muda os rumos dessa família e Jasmim se vê presa a esse amor, não será fácil esconder dele algo tão significativo quanto... Asas.

Jasmim é uma fada adolescente que está conhecendo melhor o mundo dos humanos e habitando entre eles. Ela e seus irmãos vão a escola e usam colares para esconder suas asas. Jasmim é uma garota incrível e logo se destaca, acaba virando líder de torcida e sendo bastante popular na escola. Mas o foco principal da história não são as aventuras de Jasmim como fada e sim o fato de sofrer InLove por um humano.
 Acontece que as fadas não apenas se apaixonam ou amam. As fadas sofrem InLove e sofrer InLove é ter uma ligação permanente e intensa com outro alguém, não dá pra imaginar a vida sem esse outro alguém e os únicos dois casos na Ilha de InLove não correspondido resultaram em duas fadas trancadas na ala psiquiátrica do hospital. A depressão e a dor são devastadoras demais. Uma fada nunca sofreu InLove por um humano. Acontece que logo quando encontra Daniel, que é o garoto mais popular da escola, todo o mundo de Jasmim muda. Ela se descobre pensando nele, querendo está perto e dependente. A sorte de Jasmim é que Daniel corresponde ao InLove dela. Mas como ele reagirá quando descobrir que Jasmim é uma fada? Se ele a deixar ela estará perdida... Será que o amor pode mesmo ter asas?


"Tudo bem, calma. Você está apenas contando sua história. Relaxa. Espera, alguém já está lendo. Ah, olá! Desculpe por esse começo meio doido, mas essa é uma das minhas principais características. Ai, eu nem me apresentei! Que horror, eu geralmente sou menos esquecida... Olha, meu nome é Jasmim e sou uma adolescente de quinze anos como outra qualquer. Quer dizer, mais ou menos. Calma que eu vou explicar. Não sou humana. Sou uma... Promete que não vai parar de ler se eu disser? Escute primeiro a história toda e depois critique, pode ser?" 

Fofa essa apresentação, não é? Esse livro foi escrito pela autora, parceira do blog,  Bianca Rocha, ela criou a história da Jasmim e do Daniel quando tinha 13 anos! (hoje ela tem 16) Isso por si só já é um mérito e tanto. Sabe aqueles filmes de sessão da tarde ou aqueles filmes da Disney bem legais? “O amor pode ter asas” lembra bastante eles. 
Confesso que fiquei um pouco assustada com a ideia do InLove. Entendam, sei o que é está apaixonada, não conseguir passar um dia sem ver ou ouvir a voz de quem amamos. Não conseguir imaginar a vida sem aquela pessoa. Mas o InLove é mais, é quase como se a pessoa passasse a depender exclusivamente daquele outro ser para sobreviver. É um amor bonito, mas perigoso. Amar alguém assim... E se essa pessoa simplesmente virar as costas e for embora? Como suportar a dor? A saudade? Conseguem entender? Eu sim... Entendo a Jasmim.

"Ser diferente é a coisa mais normal do mundo. Não é o que você consegue fazer que vai dizer quem você é."
Bem, no livro cada fada tem um talento especial, alguns controlam o vento, outros a fauna, outros a luz... Mas a protagonista nasceu com todos os dons. Isso mesmo, TODOS. E por isso, sempre foi  uma espécie de pop star lá na ilha das fadas, por não gostar da fama, ela fica um pouco chateada quando no continente, na escola dos humanos acaba se tornando popular também, mas tem que aprender a lidar com isso.
A autora focou mais no romance entre Daniel e Jasmim e em suas aventuras escolares, do que propriamente no mundo das fadas. Os personagens secundários são bem divertidos, mas confesso que houve momentos em que pensei serem muitos. O bom é que ela foca nos que são mais interessantes , como a família fantástica, os irmãos, os pais... Especialmente a irmã de Jasmim, Lit a fadinha da Luz., doidinha, doidinha. 
No início a Jasmim não me agradou muito, ela era tão intempestiva e ao mesmo tempo saia com umas coisas como “eu sou demais” e isso me irritava. Mas depois cai em mim que a menina tem só 15 anos e até que pra idade dela ela é bem madura. (Não tanto quanto eu com 15 hahaha). Daniel e Jasmim fazem mesmo um par perfeito, ele é tão convencido, às vezes, que me peguei rindo dele. Ele não é o garoto perfeito ( e quem é perfeito nesse mundo?), a maneira como ele acabou o namoro com a ex namorada foi horrível e tive pena dela. Mas ele tem seus momentos de tirar o fôlego.

"No amor sincero e real você só busca a felicidade da outra pessoa, esteja ela com você ou não. (...) Só se ama uma pessoa se o que você deseja não for tê-la, e sim vê-la feliz."

O que eu não gostei é que a história às vezes peca nos detalhes, como apresentar em uma festa cada pessoa, explicando o nome e o que cada um é. Quando você termina o paragrafo, não dá pra lembrar mais quem é quem, e você nunca mais vai ver aquelas pessoas nos próximos capítulos do livro, então coisas assim cansaram um pouquinho. Encontrei também alguns erros de revisão, que, confesso, me chatearam.
Senti falta de alguma aventura, sabe? Jasmim tendo que salvar alguém ou se metendo em uma grande encrenca. Senti  que a rainha das fadas realmente não gostava dela e até me pareceu perigosa. Ah e devo falar que o fim do livro é de apertar o coração e ficamos querendo saber o que acontece no próximo. Sim. Tem continuação! E acho que na continuação teremos uma aventura de tirar o fôlego. Aquela rainha das fadas não me engana, não!
A capa é uma das mais lindas que vi! É uma história bacana, como um filme da Disney mesmo. Ótima pra uma tarde chuvosa comendo pipoca com brigadeiro. Tem aqueles enredos bem adolescentes e sem grandes conflitos. Exceto um amor que é tão grande que mesmo uma fadinha de 15 anos não pode viver sem. Dá vontade de acompanhar a trajetória de Jasmim até ela virar uma fada adulta.
E o InLove  lembrou-me um poema de W.H. Auden, que tem um trecho assim:

“Ele era meu Norte, meu Sul, meu Leste e Oeste,
Minha semana útil e meu domingo inerte,
Meu meio-dia, minha meia-noite, minha canção, meu papo,
Achei que o amor fosse para sempre: Eu estava errado.”


Perder quem amamos, não ver mais seu sorriso ou ouvir sua voz é mesmo de enlouquecer. Mas o bom de, nós humanos, não sofrermos InLove é que sabemos, lá no fundo, que aconteça o que acontecer, vamos sobreviver...  Não, é? Podemos superar e esquecer perder um amor, não podemos?..

( OMG! Acho que eu sou uma fada de 15 anos).


11 comentários:

  1. Juh, a história parece uma lagoa azul e sem o grande legal do filme que é aquelas aventuras, né? Tipo, os meninos foram jogados lá e fim. kkkk Eu gosto de encrencas e mesmo lendo que na continuação pode ocorrer isso não tive vontade de tentar entender. O que mais gostei foi o quote do amor e o poema de W.H.Auden.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não. Os meninos estão com a família. Aqui no nosso Brasil, não foram abandonados não rsrsrs
      É uma história bem fofa Yaya.

      =)

      Excluir
  2. Lili >< eu tinha dito pra você que a história era demais, mas to chateada por você não ter gostado tanto. Fiquei tão envolvida com os acontecimentos e com o romance da Jasmim e do Daniel que acabei nem reparando nesses erros de revisão que você citou. Claro que algumas coisas durante a história são meio ~soltas~ mas achei tudo perfeito, haha >< Não to em clima pra ficar argumentando, mas é isso ae!

    Beijos,
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cah eu achei a história fofa. E é o primeiro livro da série... Acho que os próximos vão ser de arrasar!

      =)

      Excluir
  3. Oie Juh!!
    Já tinha visto esse livro parece ser uma gracinha mesmo! E sorte a nossa não sofrermos Inlove, porque o amor não deveria ser assim tão perigoso. A rainha é tão suspeita assim? Vixi!
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  4. Já tinha ouvido falar do livro, mas ele realmente não faz meu estilo, por isso não me interessei.
    Mas a capa é linda <3.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oie minha linda, tudo bem?
    Estou de boca aberta após ter lido sua resenha, pois ficou muito bom.
    Você soube se expressar muito bem falando da história e me deixou ainda mais curiosa para ler, porque eu já o tenho em minha estante. Apenas não tive tempo ainda de ler.
    Mas espero poder ler logo e gostar bastante. Eu gostei de tudo que vc disse do livro, mas é chato mesmo quando tem partes assim que tem muitos detalhes desnecessários né? Eu também n curto muito n, principalmente se for aqueles personagens mesmo que n vao aparecer mais durante a história. Mas mesmo assim nunca gostei muito hehehehe...Mas vou ler e depois lhe digo o que achei. PARABENS PELA RESENHA LINDA. FICOU UM ESPETACULO =]

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Acho a capa linda mas não me interesso muito por esse gênero "/ Fadas não é comigo ~sorry Tinker Bell~ rs

    Bjs
    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. E quem disse que você não é uma fada?? Eu tenho certeza disso!!

    Enfim, quanto ao livro, essa é a primeira resenha que leio dele. Não vou negar que ele não havia me interessado antes por causa da sua capa feita no photoshop simplesinho, rs. (se vc é fada eu sou uma cobra das mais venenosas, rs)
    Achei que tem muitas páginas, e estava mesmo querendo saber se a autora tinha mesmo história pra contar ou era só pra encher linguiça. E você respondeu com esse seu jeitinho delicado e amoroso, mas tirou minha última dúvida.

    Resenha como sempre impecável e linda. Quando você lançar seu livro, vou ler!!

    Bjkas

    Lelê
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Juh!

    Já tinha visto a capa desse livro, mas nunca tinha parado para ver sobre o que se tratava!
    Primeiramente adorei o nome da personagem, ficou super fofa a combinação com o sobrenome e também me interessei pela sinopse e o que disse sobre o livro. Também não gosto que o autor dê muita volta para explicar as coisas se não é de extrema importância e com certeza erros de revisão podem chatear bastante!
    O que mais me impressionou foi que esse livro foi escrito por uma menina de 13 anos, tipo assim, caramba!

    Espero algum dia ter a chance de ler o livro!

    beijos,
    Aninha
    Leitora X - http://leitorax.net/

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados