22 de mar de 2014

Resenha: O Visconde Que Me Amava - Familia Bridgerton - Livro 02 - Julia Quinn


Título: O Visconde Que Me Amava
Autor: Julia Quinn
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Avaliação: 5 estrelas

Sinopse - O Visconde Que Me Amava - Familia Bridgerton - Livro 02 - Julia Quinn

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.

Vamos seguindo conhecendo essa família encantadora.  O Visconde Anthony Bridgerton é o filho mais velho dos Bridgerton. Quando seu pai morreu ele ficou desolado e assumiu a responsabilidade de cuidar de todos. Ele tinha verdadeira devoção pelo pai, achava que no mundo não haveria homem mais nobre, honrado e que nunca conseguiria ultrapassa-lo em nada.
Então, como o pai dele morreu aos 38 anos, Anthony entendeu que não viveria mais que isso. Morreria tão jovem quanto o pai. Por isso resolve que é hora de casar para manter a descendência, mas com uma condição: Não se apaixonar, pois não pode suportar a ideia de morrer e deixar alguém que ame.
Nessa temporada em Londres duas irmãs estão debutando, Edwine e Kate Sheffield . Edwine é a unanimidade dos salões ingleses, tão linda e perfeita.  Já Kate não pensa em casar, apenas em se certificar que sua irmã case bem e seja feliz. E sabendo que sua irmã mais velha é bastante inteligente a ama e só quer seu bem Edwine resolve que só se casará com aquele que obtiver a aprovação de Kate.
Acontece é que Anthony resolve  que Edwine  é a mulher com quem deve se casar e Kate resolve que o Visconde é péssima escolha para sua irmã, por toda a fama de mulherengo e libertino que ele tem... Começa aí uma batalha travada com diálogos inteligentes e muito bom humor.



“E havia Kate Sheffield. A maldição de sua existência. E objeto de seus desejos. Ao mesmo tempo. Que confusão... Ele deveria cortejar a irmã dela, pelo amor de Deus. Edwina. (...) Em vez disso, ele não conseguia parar de pensar em Kate. Que, ao mesmo tempo que o enfurecia, conquistara seu respeito.” 

Anthony e Kate acabam passando algum tempo juntos e se conhecendo melhor. E o Visconde se pega pensando cada vez mais na irmã mais velha ao invés da mais nova. Sempre com uma resposta inteligente, uma saída incomum, Kate desconcerta Anthony e vice e versa. É adorável esse jogo de ódio e alguma “coisa a mais” nesses dois. Apreciei de verdade a personalidade deles.
Será que Anthony vai conseguir convencer Kate a deixa-lo casar com sua irmã? E será mesmo que Edwine é a escolha perfeita para ele? Mas o maior problema não é esse. E sim o fato de que a esposa do Visconde terá uma missão ainda maior que leva-lo ao altar: Convence-lo a entregar o coração e se apaixonar, seja pelo tempo que for.

- Você sabia que fala demais?
- O senhor me trouxe aqui para dizer isso?
- Não - retrucou ele. - Eu a trouxe aqui para fazer isto.
E então, antes que ela tivesse a chance de dizer alguma coisa, antes que tivesse a chance de  respirar, ele abaixou a cabeça sobre a dela e capturou sua boca em um beijo faminto e ardente. Seus lábios eram vorazes, pegando dela o que ela tinha a oferecer e exigindo ainda mais. O fogo que ardia dentro dela se tornou ainda mais quente que naquela noite no escritório, dez vezes mais quente.

Lembram, na resenha passada, quando eu falei que a escrita da Julia se aproximava da escrita da Austen? Então... Aqui isso fica mais evidente, Kate tem seus preconceitos e Anthony seus problemas rs A construção dos personagens e a descrição da época nos faz viajar pelo tempo, é como está nos salões de Londres no século XIX. É um viagem encantadora.
Outro ponto alto do livro é a coluna de Lady Whistledown que, como no livro anterior, continua sendo inteligente, divertida e mordaz, cada vez mais temos vontade de saber quem está por trás de tudo isso. Quem está revelando os causos e segredos da aristocracia britânica?
Esse livro me fez pensar que muitas vezes traçamos metas e fazemos planos na vida, mas nem sempre o que planejamos é o que nos fará feliz. Algumas vezes é preciso sair das retas e pegar umas curvas. O amor é assim. Inesperado! Abrindo caminhos onde não existem estradas.

"O amor não deve temer que lhe arrebatem isso. O amor deve encontrar a pessoa que lhe encha o coração, que faça ser uma pessoa melhor do que nunca sonhou ser. Deve olhar a sua mulher nos olhos e estar convencido até o mais fundo de que ela é simplesmente a melhor pessoa que conheceu."


Recomendo esse livro para quem gosta de romance, históricos e Julia Quinn. Tenho um carinho especial por ele. É lindo! Dei 5 estrelas no skoob e acrescentei no meu Orelha do livro.

P.S: Essas capas estão lindas!

12 comentários:

  1. nunca li a serie mas parece ser muito boa , beijos
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Bem apresentado o livro que parece bom! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  3. Não curto históricos, por isso não me interessei nem por esse livro e nem pelos outros da série.
    Mas o pessoal fala muito bem das obras e super elogiam os livros, também acho as capas lindas <3.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. A cada resenha, minha vontade de ler essa série aumenta. Acho que vou amar! Bjs
    http://arrastandoasalpargatas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Juliana! Tudo bem? :) Estou louca para conferir os livros dessa série, concordo que as capas são lindas e confesso que fiquei impressionada com a comparação com a Jane Austen! Faz tempo que não leio um romance histórico e estou bem empolgada para voltar a ler com algum desses lançamentos da editora Arqueiro. E que bom que você voltou!! Bjão
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. oie Ju \o
    realmente, a escrita da Julia se assemelha em muito com a da Austen. Amo as duas, mas os romances da Quin tem um toque de humor tão bem vindo.
    Essa família também é uma comédia a parte rs eu dou muitas risadas com eles.
    Não vejo a hora de ler o terceiro livro. Eu gostei bem mais desse do que o primeiro.
    Amei os quotes que você separou.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  7. LiraBus, bom dia ♥ Morro de vontade de conhecer a família Bridgerton! Tenho o primeiro livro mas ainda não consegui ler ;___; o que é uma pena, porque todas as resenhas que leio sobre a série me deixam mais animada ainda para conhecê-la. Gosto muito desse lance histórico, é um tema que me agrada muito :')

    Beijinhos,
    Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  8. A resenha está tão perfeita que até eu que nem curto muito esses livros fiquei com vontade de ler.
    Eu até gosto, mas não é sempre, rs.
    Mas você escreve de um jeito tão incrivelmente lindo que eu fiquei com água na boca.
    Amei!!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Own, sou apaixonada por essa série <3 Esse livro em especial me encantou porque gosto muito quando o casal começa pelo ódio e aos poucos vão se apaixonando, acho lindo isso rs. Agora estou mega ansiosa pelo quarto volume porque vai ser sobre o Colin e ele já é meu Bridgerton preferido n.n

    Beijos
    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Juliana!
    Estou ainda mais ansiosa para ler esse livro, eu gosto muito dos romances de época e a Julia Quinn tem um texto muito bom. Espero que o meu chegue logo para poder me deliciar com a leitura! :)

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  11. Quarta resenha 5 estrelas desse livro que li hoje.
    Sério, to começando a ficar desesperada pela leitura! hahah
    Já queria antes... agora D:
    Beijinhos
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi Dona Juju, só não comentei antes aqui porque achei que já tinha feito isso O.o kkkkkkkkk Bom, como já disse a Yasmim é doida para indicar esta série para quem quer que seja e eu não sei se estou muito no clima, principalmente depois de ler sua resenha. Tenho a impressão de que só pelo breve resumo já sei exatamente como acaba esta história e estou tão cheia de clichês ultimamente que prefiro evitar. Talvez em uma outra época eu finalmente aceite a sugestão e caia de amores por esses livros também, mas não será algo imediato. Bjinhos! http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados