6 de mar de 2014

Resenha: O Segredo de Emma Corrigan

Sinopse- O Segredo de Emma Corrigan- Sophie Kinsella

Em O Segredo de Emma Corrigan , Sophie Kinsella segue a receita que fez da série Os delírios de consumo de Becky Bloom sucesso de público - foram mais de 35 mil exemplares vendidos só no Brasil - e crítica. Com humor e muito charme, ela nos apresenta a Emma, uma inglesa perto dos 30 anos, mas longe de uma definição na vida. Na memória ela guarda situações ultraconfidenciais: como perdeu a virgindade enquanto os pais assistiam Ben-Hur na sala de TV, o que pensa sobre o namorado, as peças que prega nos colegas de escritório, seu peso real.
Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida?
Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional - e voltar às boas com o pessoal do escritório - Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.


Olá meus queridos! Depois de dois meses sem escrever as resenhas estou de volta com elas. Estou de volta com os meus textos, estou de volta com tudo. Perdão pelo sumiço. A vida anda tão corrida e doida...
Semana passada perdi duas pessoas especiais. Foi tão desconcertante que nem sei descrever pra vocês. Então confesso meu crime, me entupi de comedias românticas e chick lits. Queria um pouco de esperança, um pouco de riso, um pouco de clichê. Qualquer coisa que me restituísse um pouco da fé nas pequenas coisas... Então vamos começar o festival chick lit da Juh.

“- Quer saber por que eu me lembro de todos os seus segredos? – interrompeu Jack. – Emma, no minuto em que você começou a falar naquele avião... eu fiquei ligado.”

Emma passou por um momento de turbulência no avião em que viajava, ela se agarrou ao vizinho de cadeira e contou não só um, mas todos os segredos da sua vida. Não que ela tivesse matado alguém ou coisa parecida, mas sabe aqueles segredinhos que guardamos, aqueles cotidianos, que não gostamos de um parente, por exemplo, ou que tipo de roupa intima gostamos de vestir, as bobeiras que já fizemos na vida, as mentiras que alguma vez contamos... Ela contou tudo, tudo.
E após escapar da turbulência e colocar os dois pés em terra firme, ela fica aliviada de pensar que nunca mais vai ver o estranho viajante. O que ela não podia imaginar é que ele era o dono da empresa em que trabalhava, seu chefe. E que ainda ia ter que cruzar muito com o detentor dos seus segredos.
A premissa do livro é tão interessante! Eu fiquei me imaginando nessa situação, é que costumo falar muito quando estou nervosa. Nossa... Com sono então... Falo coisas sem nem perceber, até mesmo por whatsapp , se fico nervosa, pluft! Já era...
Então super me identifiquei com o constrangimento dela. E a narrativa é deliciosa. O chefe em questão, o senhor Jack Harper, é meio apaixonante, sabe? Charmoso, lindo, quente. Há uma coisa de gravidade entre os dois. 
E os personagens secundários são uma hilários, há as amigas de quarto  Lissy e Jemina (Gente Jemina tem um nível de loucura acima do suportavelmente permitido, doida de pedra rs).  Há Connor o namorado fofo e mais desligado e crédulo do mundo e uma família bem peculiar.
Gostei do livro porque me fez rir em alguns momentos, contou uma história divertida e me fez pensar que é melhor arrumar um jeito de manter minha boca fechada. Se é que vocês me entendem... rs A Sophie Kinsella é um máximo. Quer desestressar um pouco? Rir um pouco? Recomendo. Dei 4 estrelas no skoob.
Mas me digam vocês, andam soltando os segredos por aí quando ficam nervosos também?


5 comentários:

  1. Sinto muito por suas perdas e bem-vinda de volta!
    Eu gosto muito da escrita da Sophie, mas me imaginar no lugar da Emma seria horrível! Sabe aquela as pessoas não gostam do que eu falo, imagina se soubessem o que eu penso? Dá até medo! haha Apesar de não ser nada cruel ou algo do tipo rsrs
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  2. Olá lindona!! Puxa que pena :(( Sentimos sua falta!!

    Enfim, resenha perfeita! Quero muito ler este livro e dar risadas também. Ainda mais sabendo que tem um gato charmoso e tal, rsrs.

    Bem-vinda de volta!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi :)

    Tenho muita vontade de ler esse livro, mas infelizmente os livros da Sophie possuem um preço muito salgado, o que acaba dificultando a compra. Dessa autora já li Fiquei Com o Seu Número e adorei. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sou apaixonada por esse livro. É muito engraçado e fofo ao mesmo tempo. O melhor livro que li dela até o momento.
    All My Life in Books

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju, esse é um dos meus livros favoritos, morri rindo com ele. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados