17 de mar de 2014

Resenha: O Duque e Eu- Familia Bridgerton - Livro 01 - Julia Quinn


Título: O Duque e Eu
Autor: Julia Quinn
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Avaliação: 5 estrelas

Sinopse - O Duque e Eu - Familia Bridgerton - Livro 01 - Julia Quinn

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.


Daí você tem uma pilha de zilhões de livros esperando pra ler e o que faz? Como você escolhe qual vai ser o próximo? Não é fácil não, meu povo! Eu estava adiando a leitura desses há tempos porque seguia uma ordem rigorosa, finalmente chegou o dia e esse lindo foi lido rapidinho, em algumas horas.
Julia, Julia, Julia... O que eu faço com você criatura? Essa mulher escreve bem demais, gente! Eu sou fã declarada. O jeito como ela descreve os costumes da aristocracia britânica, o modo como retrata as roupas, os gestos. A atmosfera que arma para criar cada romance é inigualável.




"Que droga. Havia regras entre amigos. Mandamentos, na verdade. E o mais importante era "Não cobiçarás as irmãs de teus amigos."

Essa história em especial é encantadora, nem tanto pela mocinha, Daphne, que é cheia de vida e de atitude. Mas por todo enredo. A família Bridgerton é hilária. Cada um dos 8 irmãos tem características únicas e a matriarca da família tem mania de casamenteira, o sonho dela é casar todos os filhos. Mas definitivamente os irmãos de Daphne são um tantinho protetores, especialmente o mais velho.

"Simon olhou  de um irmão para o outro e ficou bastante claro para ele por que Daphne ainda estava solteira. Aquele trio beligerante assustaria até o mais determinado - e idiota - dos pretendentes."

Em uma época em que mulheres inteligentes amedrontavam os pretendentes, Daff não se saia muito bem. Os homens até gostavam de conversar e pedir conselhos a ela, mas só a via mesmo como amiga. É aí que surge Simon, Duque de Hastings e melhor amigo do irmão de Daff. 

Simon foge de casamento como o diabo foge da cruz, ele não quer casar, nem constituir família, mas sendo um Duque rico e poderoso as mamães casamenteiras o perseguem. Então ele tem uma ideia e se oferece para fingir ser um pretende para Daphne, assim afastaria as mamães casamenteiras e faria com que os homens se interessassem por ela. Mas o que deveria ser só fingimento acaba se tornando algo especial. Adoro a história desses dois!

Outra coisa que gostei no livro foi da colunista social Lady Whistledown. O nome que ela usa é um disfarce, ninguém sabe quem, de fato, ela é. Ela conta todos os podres da nata da sociedade. (Se fosse hoje em dia era processo em dois tempos rs). É bem divertido acompanhar os comentários de Lady Whistledown a respeito dos eventos sociais e suas opiniões sinceras e vexatórias a respeito de pessoas tão distintas.

" Dizer que os homens podem ser teimosos como mulas seria um insulto às mulas. - Crônicas da sociedade de Lady Whistledown, 4 de junho de 1813"

Apesar de a história ter um enredo simples e levemente previsível é tão bem contada que viajamos para outra época e torcemos de coração por um final feliz. Jane Austen, em seu Orgulho e Preconceito, também nos conta uma história simples, mas de uma forma tão encantadora que fez dela uma das autoras mais amadas de todos os tempos. Assim é Julia Quinn, ela é a Jane Austen da nossa geração, com um diferencial, um quê de pimenta. Os livros de Julia tem cenas bem hots , de tirar o fôlego.

Recomendo para quem gosta de livros de época, romances, mocinhas inteligentes, mocinhos com “aquela” pegada... Para quem gosta de rir, e sonhar um pouquinho, que ninguém é de ferro. Não é?



Esse livro é o primeiro de uma série de 8. A autora conta a história de cada um dos irmãos Bridgerton. O próximo é “O visconde que me amava”, que eu já li, pois estava ansiosa pra conhecer a história de Anthony, logo, logo tem resenha por aqui. O terceiro também já foi publicado pela Arqueiro "Um perfeito cavalheiro".





8 comentários:

  1. Oi Juliana, tudo bem
    Essa é uma típica história de amor que nos envolve pouco a pouco
    Ainda mais quando existem 8 livros da saga.
    É uma boa leitura que não acaba mais :)
    bjs
    Blog Fernu Fala II

    ResponderExcluir
  2. AMEI a resenha!!
    Esse livro está na minha lista da Bienal. De tanto que falam bem dele, tá me dando vontade.

    Com certeza, as vezes é bom esse toque de romance na vida!! Adorei!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A Yasmim só falta enfiar este livro na minha cara para que eu leia, ela tem uma fixação com essa série que eu vou contar viu, mas na verdade nunca tinha lido nem uma resenha, ou já e não me lembro de ter chamado atenção. Mas da forma como você descreveu me deixou até com vontade de ler xará. Gosto de romances históricos e esse parece ser bem leve e divertido. Talvez eu dê uma chance a ela e para ser sincera acho que já gostei de Simon, personagens com pegada é o que há! Não deixe a Yasmim ler isso se não ela vai cair em cima de mim para que eu leia o mais rápido possível kkkkkkkkk. Bjo Jú... até o purgatório!!! http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Juliana!
    Não tenho o costume de ler romances de época, mas essa série parece ser muito boa!

    Beijos,
    http://www.epilogosefinais.com/

    ResponderExcluir
  5. Oie, td certo?

    Eu simplesmente preciso ler essa série. Já ouvi falar tão bem e parece ser exatamente o meu tipo de livro. Adoro romances de época (também gosto de me imaginar vivendo nessa época haha).

    Beijos
    http://arrastandoasalpargatas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não curto muito livros históricos, por este motivo não me interessei por esta obra.
    Mas o pessoal fala muito bem dela!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Quero Todos os Livros da Julia... Ainda compro!
    nem sei porque não comprei ainda...
    Segunda resenha que leio exatamente desse livro hoje! Só para me provocar </3

    Beijos,
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  8. Oiee,
    então li algumas resenhas a respeito desse livo, da série, mas por não ter o livro não achei que ia ler, já que não pretendia comprar, contudo tua resenha me fez mudar de opinião ao falar da Diva Austen e que além de lembrar seu livro tem pegada hote, aaaah, que já quero ler o mais rápido possível!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados