15 de out de 2013

Resenha: A seleção

A Seleção
Autora: Kiera Cass
Edição: 1
Editora: Seguinte
Ano: 2012
Páginas: 368

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Entrei no mundo das distopias! (Finalmente 0/)e o meu primeiro livro distópico foi A Seleção da Kiera Cass, o número um de sua trilogia. Eu não sei se é impressão minha, porque é minha primeira experiência com esse tipo de livro, mas honestamente? Pra mim tem mais romance aqui do que qualquer outra coisa. Se eu achei ruim? Lógico que não! Ora, pois, se eu sou viciada em romances! 
Vou começar contando um pouquinho do enredo pra situar vocês, mas sem spoilers, não se preocupem ;)
A estória se passa depois da 4ºGuerra Mundial (Deus nos livre!), os Estados Unidos foi invadido e quase destruído pelos chineses. No entanto, o povo consegue reaver o país, mas para a restruturação é preciso que as pessoas com mais posses doem dinheiro para a reconstrução. Assim surge uma nova estrutura de governo, regida por uma monarquia e severamente dividida em castas. Sendo a realeza a casta UM e aqueles que mais doaram dinheiro para a reconstrução são das castas dois e três, seguidos das demais castas numeradas ordinalmente.



O que acontece com essas castas? Meus queridos, seguinte, quem é da casta dois e três vive no “bem bom”, são educados, tem os melhores empregos e uma vida luxo. Quanto maior o número da sua casta pior sua condição de vida. E as castas são hereditárias. Podendo mudar de casta apenas através do casamento. Exemplo: Uma pobre coitada da casta 8 casa com um menos pobre coitado da casta 5. Viva!!! A 8 subiu de casta. Mas para isso é preciso ter bastante dinheiro, eles tentam dificultar ao máximo essa “subida”.
A desigualdade social é imensa, a população não tem direito a ter acesso a livros (socorro!!!), nem a remédios adequados. Sexo só depois do casamento, ou prisão! Toque de recolher. Além de não se poder nem ao menos escolher o trabalho que se quer exercer. Os da casta 5, por exemplo, tem que exercer alguma atividade profissional na área artística.
Em meio a tudo isso a realeza casa as suas princesas com algum príncipe para fortalecer as alianças. Mas os príncipes devem se casar com plebeias, para elevar a alto-estima do país. E é daí que vem A Seleção. Todas as jovens com a idade apropriada podem se escrever e participar, por fim 35 jovens de Illéia são escolhidas de forma aleatória e passam a morar no castelo e conviver com o príncipe. E toda essa balburdia é acompanhada pela população do país através da mídia. Quase como um reality (Procura-se uma namorada hehehe).Obviamente a mulherada corre pra se escrever, é a oportunidade de mudar de casta, de vida! Vocês devem estar pensando: “Cadê o romance?” Calma que já vem rsrs. 
Conhecemos a protagonista America. Ela não se importa com castas ou coisas do gênero, America só quer ser feliz ao lado do seu amor secreto, Aspen, um seis. No entanto, ele a convence a se inscrever, porque não quer roubar as oportunidades dela. Rompe o namoro, parte seu coração. Ela não quer ser selecionada, mas é uma oportunidade e tanto, já que a cada semana que passa dentro do castelo a realeza envia uma boa quantia em dinheiro para a família. 
Surpreendentemente America é selecionada e por causa do dinheiro que pode garantir um natal tranquilo para a sua família ela segue para competir com outras 34 jovens pelo coração do príncipe Maxon. Não que ela queira ganhar! Ela só quer passar umas semanas comendo muito bem no castelo e mandando dinheiro pra família. Até porque ela acha o príncipe prepotente e tem nojo de todo esse processo.
Contudo, talvez nossa America conheça um príncipe bem diferente do que ela imaginava. E é aí que a estória realmente ganha vida. Como fica o coração de América? Quem ela vai escolher? Porque talvez o coração do príncipe não seja um premio tão terrível assim de se conquistar...
 Fazia tempo que uma mocinha não me ganhava fácil. Gosto das características físicas e das características psicológicas dela. Forte sem ser pedante e sem perder a leveza. Inteligente, sincera e apaixonada! Gostei muitíssimo do livro, achei o enfoque político bastante atual. Se eu não tivesse uma séria e rígida ordem de leituras teria voado para ler a Elite (livro 2 da série), estou super curiosa! 
Recomendadíssimo! 

P.S: Já acrescentei  A Seleção no "Orelha de livro" (pra me seguir no "Orelha de livro", clica aqui

7 comentários:

  1. Estou muito ansiosa para ler A seleção. Nunca li nenhuma distopia e pretendo começar com essa serie de capas maravilhosas!!!
    Te seguindo
    Bjus

    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Estou muito ansiosa para ler esse livro.
    As capas são tão lindas*-*
    Adorei a resenha♥

    Seguindo
    Beijoss
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Comprei a pouquíssimo tempo "A Seleção", mas confesso que eu estou na agonia (não, não é ansiedade,a curiosidade aqui já subiu para outro nível de desespero) para conferir essa história!!!! Desde quando o livro foi lançado lá fora, eu fiquei bastante curiosa (e devo confessar também que boa parte disso está relacionada com essa capa maravilhosa (*-*) e nem preciso dizer que amo distopias, porque né, vivo arrumando espaço para elas no meu coração hehe Enfim, estou MUITO empolgada para ler "A Seleção", é muito bom saber que você gostou também :) Bjs, Juliana!
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá juliana! menina este livro é aquele do qual eu estou louca para ler,mas minha lista aqui não me deixa(hahahahahahaha).
    realmente é difícil nos leitoras nos darmos bem com alguma personagem(sendo ela feminina ).E a America é uma personagem que me cativou através de resenhas como a sua.
    Gostei muito da sua resenha,e notar o que estou perdendo enquanto não leio o livro.Hahahahahahahaha

    Parabéns pela resenha flor!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  5. Awwwwn ouço falar tanto desse livro, que preciso comprar logo =/ kkkk
    Só falam coisas boas, quase tirei foto com o vestido na Bienal .. rs
    Mas como não tinha lido, fiquei meio boiando .. kkk
    Falam que a escrita da Kiera é viciante, acho que vou cair nas graças dela também.
    Mocinhas nunca me conquistam, vamos ver se essa me faz mudar de ideia, rs.

    Beijos Jú!!
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Juliana!
    Quero muito ler esta série, parece ser tão boa, tenho certeza que a história vai me conquistar.
    Beijos
    All My Life in Books

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente me encantei por esse livro, não vejo a hora de ler logo A Elite. É um livro tão simples, mas ao mesmo tempo tão surpreendente. Ótima resenha *--*
    Beijinhoos ;)
    Se puder dar uma passadinha: www.leituraesuasmanias.com

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados