9 de ago de 2013

Resenha: Linhagens

Resenha: Linhagens
Autora: Eleonor Hertzog
Edição: 1
Editora: LetraImpressa
Ano: 2013


Lembram-se como conclui a resenha de Cisne? 
Enfim... Parafraseando o Pequeno Príncipe:   Se encontrarem um livro de uma família única, e um menino que está sempre a rir, com cabelos cor de ouro e um bando de adultos que nunca respondem quando se lhe faz uma pergunta, já sabem quem são. E então, por favor, sejam simpáticos! Não me deixem assim triste, escrevam-me depressa dizendo que eles voltaram..."
 Este ano tive a honra de conhecer uma escritora que realmente é muito simpática e ela fez questão de escrever contando-me que sim, eles voltaram! Não apenas eles, mas todo o mundo bem construído em que eles coexistem. Eleonor Herzog fazendo de mim uma menina mais feliz, me concedeu a honra de ler a continuação do livro Cisne, antes de ser lançado na Bienal. O que significa que pela primeira vez na vida li uma obra antes dela ser sequer publicada!!! (“God do meu sky”) 

Essa obra é Linhagens, segundo livro da série. E agora eu vou dividir com vocês as minhas sinceras impressões.



Quando um livro nos encanta tanto, sempre ficamos meio temerosos que suas continuações deixem a desejar. Em Cisne somos apresentados há uma realidade fantástica em que seres de outros planetas convivem na Terra, mas sem que saibamos disso. A exceção é o planeta Tarilian, que tem relações diplomáticas com o nosso. Seria como se pudéssemos ir e vir a Marte e conviver com alguns marcianos. 
Conhecemos a família Melbourne, com Henry, Doris e seus sete filhos. Seis biológicos e Peggy, jovem talentosa, que eles adotaram há dois anos. Foi realmente delicioso ler sobre amor familiar, lealdade e amizade. Também conhecemos os outros jovens que estudarão na Escola Avançada de  Champ-Bleux (destaque especial para Anton, Françoise e seu gato louco). Bem como astronautas, príncipes, lutadores, jornalistas corajosos, senhores de linhagens, strils e um mundo em que a mente é capaz de fazer coisas extraordinárias. 
Linhagens nos coloca ainda mais dentro desse universo, conhecemos mais sobre o funcionamento das Casas e das“dinastias de governantes que possuem habilidades mentais superiores à média de sua raça.” Conhecemos mais dos outros personagens e entendemos melhor a essência desse vasto mundo. 
Henry Melbourne ainda está lá (me encantando), mas saímos do Barco Cisne por um tempo, vamos a Tarilian!!! E nos deparamos com personagens interessantes. Lembram que eu não gostava tanto da Peggy em Cisne? Esqueçam... Vamos conhecê-la melhor, seus talentos mentais incríveis (Que sensitiva do caramba!!!), e o caminho que ela teve que percorrer até chegar ao Cisne e ser acolhida pelos Melbourne. 
As relações que ela construiu de amor e amizade, ao longo da vida são muito bonitas. Os gêmeos Peter e Loon, são um exemplo. Peter foi uma surpresa e tanto! Tinha conhecido ele em Cisne, mas em Linhagens... Minha nossa! Ele é um verdadeiro Ciclone, capaz de tudo para proteger aqueles a quem ama. Forte. Petulante algumas vezes. (Rum!), mas muito promissor pra essa saga.
Algo de que gosto muito na obra da Eleonor é que ela não minimiza os sentimentos dos adolescentes, ou suas responsabilidades. O nome da série de livros é “Uma geração, todas as decisões”. Então, apesar de algumas vezes imaturos e algumas vezes engraçados, os jovens dessa obra são corajosos, responsáveis e sinceros com seus sentimentos. A esta geração, todas as decisões...
Já os pais desses jovens são capazes de tudo para protegerem seus filhos, inclusive idiotices! Alguns deles realmente me irritaram muito e quando eu digo muito, vocês sabem, é MUITO mesmo. Não, não me interpretem mal. Não é que eu os odeie, os personagens são daquele tipo que você ama, mesmo quando odeia, entendem? (risos)
Linhagens me surpreendeu em vários momentos. Quando você acha que sabe tudo sobre a estória ou algum personagem, a autora vem e mostra que não era nada daquilo que você pensava. E a estória é tão bem costurada que não deixa brechas. Acha que fulano é um vilão malvado? Leia um pouco mais. Acha que tal personagem deveria ficar com aquele? Leia um pouco mais. Acha que já entendeu tudo sobre esse sistema intergaláctico? Leia um pouco mais. 
É um livro de ficção cientifica com aventura, mistérios, e coisas extraordinárias, que como Cisne, me ensinou muito sobre comprometimento, lealdade e amizade. Um livro em que elos são construídos de várias formas, mas a forma mais forte e bonita ainda é, e sempre será, o amor...


P.S: Dei 5 estrelas no Skoob , favoritei e como na musica da Maria Bethania “agora eu choro só, sem ter você aqui” livro três da série!
P.S 2: Como a resenha ficou imensa quando receber o livro impresso farei um post especial com meus quotes preferidos e então falarei da capa, e diagramação. Não tenho como falar por agora, porque li um “manuscrito”. =)

12 comentários:

  1. Não duvido que ele seja tudo isso. Lembro quanto tu publicastes a resenha do Cisne, o azul. Achei ele de uma enorminade. Mas tu devorastes em menos de uma semana. E depois de ler a resenha fiquei com uma curiosidade imensa. Esse parece ser ainda melhor.
    Saudades!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Juliana! Tudo bem?
    Eu já estava suuuuuper curiosa para ler "Cisne", agora sabendo que a continuação é ainda melhor, como faço para controlar a ansiedade? Lembro que comentei na resenha de "Cisne" que, pela capa, o livro me parecia ser uma estória tranquila, mas ao saber que a Eleonor não minimiza os sentimentos das personagens, acho que o livro está longe de ser um "tranquilinho que irá passar em branco". Estou muito mais curiosa viu! Ótima resenha! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que resenha foi essa?????????????
    Estou encantada demais! Se Cisne me deixou doida, o segundo vai me deixar maluca!!
    Suas palavras foram tão bonitas de um jeito tão simples e de fácil entendimento. Adorei!
    A premissa me pareceu a mesma, mas é como se entrasse mais nos temos de amor e amizade, e com certeza mais forte que o primeiro. Foi isso que entendi.

    Amei!!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Juliana.
    Que honra hein menina, leu um livro que ainda nem foi lançado, que maravilha.
    Todo mundo fala super de Cisne, e pela sua resenha Linhagens continua com o mesmo ritmo.
    Ótima resenha.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  5. Estou com Cisne aqui e muito ansiosa para ler! *-*
    Acho a capa tão linda < 3
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum desses livros
    Mas parecem ser bem interessantes

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ju, ainda não li Cisne, ele está me esperando, tenho a intenção de ler esse mês, já que estou em férias, adorei a resenha, o segundo livro deve ter o máximo!

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde :)
    Como vai?
    Eu não li o primeiro livro da série :(
    Mas ficou bacana a resenha,gostei da dica de leitura :)

    Beijos e tenha uma excelente semana

    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
  9. Achei ótima a resenha *0*

    Quando puder dá uma passadinha no meu blog, tem posts novos por lá...você e seus leitores serão recebidos de braços abertos por mim.

    Beijinhos de Morango ❣

    http://sorriso-jovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Ainda não li "Cisne", mas lembro que quando li sua resenha fiquei bastante curiosa.
    E pela empolgação "Linhagens" deve ser mt bom :D
    Bjs!!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li Cisne (chorando muito aqui) mas pretendo, é uma história que me chama atenção. Não li a resenha toda (confissão, sorry) porque estou tentando evitar muitos spoilers rsrs
    bjus
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  12. Oi Ju,

    Linhagens é tão bom e doce e ah! não cabem tantos adjetivos que o qualifiquem ♥

    Amei sua resenha, tanto quanto amo os livros da Eleonor \o/

    Beijokas!!

    Thaís

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados