26 de ago de 2013

Resenha: Cante para eu dormir

Edição: 1
Editora: Pandorga
Ano: 2011
Páginas: 364

Esse livro me tocou. Sei que cada pessoa é diferente e sente de maneira diferente. Talvez o que tenha me tocado, tanto, nas páginas de Cante para eu dormir, não faça nem ao menos cocegas em alguns corações. Contudo, vou dividir com vocês o que essa leitura provocou em mim e de que forma o meu coração foi tocado.
O livro conta a estória de Beth e de como o amor mudou sua vida para sempre. Ela não conviveu com o pai, ainda muito pequena ele foi embora da vida dela e de sua mãe, mas não antes de lhe dizer algo que a marcou profundamente: “Nossa, como é feia.”
Beth cresce tendo a certeza de que é muito feia. Realmente na adolescência com o rosto cheio de marcas de espinhas, alta e magra, óculos fundos de garrafa e seu cabelo -ela define como uma verdadeira juba- que usa para esconder o rosto, ela não se encaixa nos tolos padrões de beleza.
As torturas psicológicas e agressões que ela sofre na escola, não a ajudam a ser mais confiante. É de doer o coração. A sua sorte é o seu inseparável amigo, Scott. Eu realmente não entendo a imbecilidade dessas pessoas que veem graça em zombar das fraquezas dos outros. Só um fraco faz uma coisa dessas.


Mas Beth não é fraca. Ainda criança ela descobriu que tinha dentro si um mundo de versos e canções. E ela apesar de não saber tocar nenhum instrumento, escreve letras sobre a sua dor. Aos 13 anos ela entrou para o coro das Cantoras da Juventude Bem-Aventurada. Ela canta lindamente.
E com 17 anos a musica começa a mudar sua vida. Ao cantar um solo em um dos ensaios do coral, todas viram a chance de competir nas Olimpiadas de coros na Suíça. E nessa jornada ela conhecera alguém que mudará a sua vida para sempre. Um jovem e arrogante cantor, do coral Amabile, que sempre consegue o que quer: Derek.
O livro é muito comovente. Canta o amor de uma forma viva e pura. Há trechos que me tocaram de forma profunda. Como quando os protagonistas se perceberam como “nós”. Desde o início sabemos que Beth possui a letra, e que lhe a falta melodia. E o final... Gente, eu acho que vou passar muitos dias ainda com os olhos úmidos pensando neste final.
Acho que é um livro para pensar em tantas coisas... Em não acreditar no que as pessoas falam a nosso respeito. Em acreditar na nossa capacidade de ir além. Em valorizar o que temos. Em aproveitar cada momento, com quem amamos, pois tudo é tão efêmero! Pensar no que nos dá motivação para seguir com os dias... E ouvir a canção que ecoa de dentro da gente.


A história é narrada em primeira pessoa, a narrativa é fluida, a diagramação é simples, as letras são de bom tamanho e as páginas são amareladas, o que facilita a leitura. A capa é bonita, mas fica mais bonita quando terminamos a leitura e entendemos tudo.
A autora se inspirou na história de Matt Quaife, corista do Amabile, ela deixa claro que não se trata da história dele, mas que é uma forma de lembrar sua alegria de viver, sua luta e de compartilhar seu espírito.
Eu, Juliana, também já cantei em um coro. O nosso coral também viajava em apresentações e competições. Sei bem, como a musica pode ajudar quando nada mais é capaz. Conhecia os corais mencionados no livro, eles são reais. E o coral Amabile é realmente um dos mais lindos do mundo.

Quotes preferidos:

 “O que quero saber é - ele segura meu cotovelo para impedir- me de continuar andando. - Se eu a beijar quando a música parar, - fica na ponta dos pés e sussurra em meu ouvido -Você será minha princesa encantada?”

“Nosso regente nos faz ouvir os números à noite, quando vamos para a cama. É uma dessas esquisitices de hipnose. Às vezes eu obedeço e ponho outra música, para relaxar- seus olhos castanhos e profundos capturam os meus. - Você canta para eu dormir”.

“Você me fez viver, me fez ser quem sou.
Se for embora, leve-me com você,
Pegue a minha mão.”


7 comentários:

  1. Olá Juliana
    Parabéns pelo seu aniversário (atrasado), muitas alegrias, e sucesso sempre.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Oieeee

    Eu realmente fiquei curiosa com esse livro... ele já estava na minha listinha ... já estou procurando para comprar, e parabéns pela resenha, você escreve muuuuito bem

    Beijos
    Se quiser dar uma passadinha :D
    http://www.partesdeumdiario.com/2013/08/saindo-da-rotina-casa-da-giulietta.html

    ResponderExcluir
  3. Oie!!
    Comprei este livro há um tempão, mas ainda não li. Estou esperando entrar no clima pra ler.
    Sei que vou chorar e sofrer muito.
    Pela sua resenha (que esta linda) eu já sei que vou amar e me emocionar muito com a leitura!!

    Adorei Ju!!!

    Bjkas


    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga

    Quem nos engravida
    da vontade de ler um livro,
    faz brotar de nós a alegria...

    Obrigado pela indicação.

    Que a alegria dance
    em tua vida apaixonadamente.

    ResponderExcluir
  5. parece ser um livro bem fofo, mas não sei se leria, sei lá sabe
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. Amei a resenha e agora estou precisando desse livro!!! Acho que eu sempre escrevo isso nas suas resenhas, mas quando eu leio algo que é tão envolvente e consigo passar isso para quem lê a minha opinião, eu quero que as outras pessoas também se encante com a mesma estória! Acho que você me entende... hehe E só por ter um envolvimento com a música, "Cante Para Eu Dormir" é uma leitura obrigatória! Adorei (: Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Já vi muitos comentários sobre esse livro mas uma coisa é unânime: Todos dizem que é tocante.
    E está na minha lista para as leituras desse ano, espero gostar e que seja tão prazeroso como foi para a maioria.

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados