7 de jun de 2013

Resenha: Pobre não tem sorte


Pobre não tem sorte
Autora: Leila Rego
Edição: 2
Editora: All Print
Ano: 2010
Páginas: 248



A primeira coisa a dizer sobre esse livro é que dei boas risadas. A protagonista Mariana Louveira é totalmente sem noção, o sonho dela é entrar na high society e ela vive em função do que o P.O.V.O (Pessoas Ocupadas - demais - com a Vida dos Outros) vai  pensar. E claro, para a moda. Ela se considera ícone de estilo e elegância da cidade de Presidente Prudente e fará de tudo para ganhar destaque nas colunas sociais. Ao seu lado um noivo que nasceu em berço de ouro e que vale ouro. Eduardo. Médico, lindo, bom moço e completamente avesso a essas badalações sociais. Mariana está prestes a realizar seu casamento dos sonhos com Edu, com toda pompa e circunstância que a sociedade exige. Mas nem sempre conseguimos tudo o que queremos e se tem uma coisa de que Mariana sabe, é que pobre não tem sorte. O que acontecerá com ela entre o vestido e o altar? 



Como eu falei a Mari é sem noção, mas ela não chega a ser mau caráter. Pelo contrário! Ela é apenas deslumbrada por esse mundo de poses e flashs. Confesso que em alguns momentos eu briguei com ela, gritei mesmo sabe? (é leitor eu me envolvo com as estórias que leio rs), torci por ela, desejei que ela quebrasse a cara, tive muita dó e entendi finalmente que a Mari é uma personagem viva. Com qualidades e defeitos como qualquer pessoa. Não espere perfeição de Mariana Louveira. Espere descobertas e quem sabe no futuro algum amadurecimento...
Os demais personagens tem seu charme. Edu, o noivo perfeito, é encantador. Eu já tinha me apaixonado por ele sem nem me dar conta, tudo bem que teve um momento que ele me deixou com uma raiva estilo Chuck Norris, sabe? (infeliz, desgraçado!!!), mas ele me fez suspirar e até me emocionei em um momento.
Vale destaque a família da Mari, afinal tem que ter uma paciência de Jó para aguentar aquelas viagens rs. A mãe é super do bem, o pai um tanto alheio e a irmã, bem... Senti falta de trabalhar um pouquinho esse relacionamento distante com a irmã. Um super destaque para a faxineira Cidinha. Ri muito com seu jeito impagável.
A leitura é bem deliciosa, nos pega pelo pé e dá aquela vontade de não soltar o livro até terminar. É narrada em primeira pessoa pela Mari, de um jeito que só você vendo! Rsrs Repeti para mim mesma “só vou ler mais um capítulo” e quando dei por mim tinha terminado. Amei todos os apelidos que ela deu para a sogra. (Rá! “ A jararaca-de-óculos-de-grau-Chanel”)


Amei a capa, a orelha e o carinho da Leila na contracapa com todas nós blogueiras, ao colocar vários trechos de resenhas com o nome e link dos respectivos blogs. Enfim, me diverti um bocado e dei 5 estrelas no skoob. 
Graças a santa Leila Rego, já tenho em mãos o Pobre não tem sorte 2, porque não aguentaria de curiosidade para saber se a Mariana vai tomar juízo ou continuar flutuando num mar de prada butterfly. Ah, e tem o Edu... *-----*


Quotes preferidos:


"Mas, não sou rica. Não sou mesmo. E esse é o meu carma. Sabe de quem é a culpa? Do Sr. Destino. É verdade. O infeliz estava totalmente distraído quando chegou a minha vez de nascer. Ao invés dele me mandar para uma família rica de Paris, que era o meu lugar pré-estabelecido por algum anjo bondoso, o cabeça de vento me mandou para o subúrbio de Presidente Prudente."

"O “P.O.V.O. – Pessoas Ocupadas (demais) com a Vida dos Outros” – é uma raça muito cruel. E a raça P.O.V.O. do tipo “interior” é duas vezes mais cruel!"

"Quando abri a porta de casa, veio a surpresa: o Funk estava saindo do som da minha sala. E, totalmente entregue ao pancadão, estava Cida rebolando rebolando com as mãos no joelho, numa pose quase pornográfica"


8 comentários:

  1. O livro parece ser bem legal, fiquei com vontade de ler.

    http://lagrimas-de-diamante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O Livro parece ser mt bom.
    Fiquei com gostinho de quero mais. rs

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha e tão bom dar risadas com livros! beijos,lindo fds!chica

    ResponderExcluir
  4. Deve ser risada na certa. só pelo título já dá vontade de ler. Valeu a dica.
    Bfs
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. A Leila é uma linda! A conheci em um evento que teve aqui na minha cidade e já comprei um livro dela (que infelizmente ainda não tive tempo de ler :().
    Todo mundo fala que ela é uma SUPER autora, então minhas expectativas estão altíssimas. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  6. Todos estão falando tão bem desse livro, que já estou super curiosa para lê-lo. Pelo que percebi até agora, irei rir bastante quando eu estiver com o meu exemplar haha Tenha uma ótima semana,
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha!!!
    Esse livro, para mim, é o melhor chick-lit brasileiro de todos os tempos!! Eu amo PNTS!!
    Ah! Preciso te contar que teremos em breve PNTS 3!!! Já estou ansiosa.
    Tive o prazer de conhecer a autora e falar com ela 2 vezes, adoro a Lela!!!

    Bjkassssss


    Alessandra Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. O nome do livro já me chamou atenção e sua resenha me deixou morrendo de curiosidade. Eu adoro chick lit e ainda não li nenhum nacional. Amei sua resenha =)

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados