3 de ago de 2012

Velho conto



Olhando a trilha do tempo
Vejo pegadas do passado,
Resta um olhar perdido
Um riso preservado.
Das coisas que não morrem
E daquelas que renascem
O frenesi misterioso,
Despertando borboletas.
Está apaixonado!...
O coração se descompassa,
E a pele reconhece,
O que o tempo não corrói.
A realeza...
Um príncipe e a sua princesa.

7 comentários:

  1. bom está de volta, meus lindos!

    ◕‿◕✿

    ResponderExcluir
  2. enquanto restar um olhar perdido o amor ganha essa capacidade de perpetuar os instantes !
    lindas palavras...
    beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  3. "Das coisas que não morrem e daquelas que renascem"
    Há sempre o encanto do viver e do renascer, porque existe esperança, sonhos e “novos” amores. (risos)
    A vida está repleta de contos fabulosos, príncipes, princesas e "finais" felizes, pelo menos nesse instante.

    É uma felicidade ler o que escreves. :)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma felicidade ser lida por alguém tao especial.
      ;)

      Excluir
  4. São tantos os belos momentos em nosso caminho pela vida.

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados