24 de jun de 2012

Sobre o ópio do povo


Existe um lugar onde as pessoas seguem normas e regras pré-estabelecidas. Lá não se vive. Guarda-se para depois da morte. Um canto no mundo em que as pessoas são julgadas pelo que aparentam ser e não se dão conta que ninguém é nada ainda, que estamos nesse processo de eterna formação. Esse lugar, severamente condenado por Cristo, é o lugar dos religiosos.
Eu já morei nessa fenda. Sentia-me certa. E a minha retidão era o desalinho dos que caminhavam ao meu lado. Eu já olhei o mundo pelo buraco da fechadura. Já olhei as pessoas com ares de santidade. “Um belo dia resolvi mudar”, como na musica da Rita Lee (risos). Aliás, um belo dia a vida me mudou.
A porta que me trancava se abriu. E eu vi um mundo de pessoas de carne e osso. Fraquezas expostas, feridas abertas. Paixões indomáveis! Bebi do cálice das descobertas, entendi que se estamos vivos é para viver. Foi nesse dia que eu disse adeus a religião e abracei apenas a fé que transporta os montes e nos faz ver a glória de Deus.
Quanto mais conhecia da religião, mais entedia que meu lugar não era ali. “Bondade e misericórdia”... Isso era o que me instigava. O que me atraia. Mas a misericórdia está tão longe dos corações religiosos, cheios do orgulho de seus saberes.
Pensei que fosse coisa de uma só, conheci outras. Em um primeiro momento pareciam iluminadas, mas no momento seguinte podavam alguma parte minha. Acho que não sou podavel , só me prendo por escolha.
 Só me “compoto” por querer. Perdoe-me o quase neologismo do verbo “compotar”(risos). Falo de guardar-me em compota, como os doces e geleias. Nunca sabemos se a parte que desistimos de nós mesmos é doce ou mesmo se nossa porção amarga não seria o que nos faz saborosos perante o Divino.
Acontece que nessa vida não se ter religião é uma anomalia. Karl Marx tinha razão, ela é mesmo ópio do povo. E não é, que o próprio Marx acabou criando a sua? (risos). Acaba que também tenho a minha. Acredito ser possível alcançar o paraíso hoje mesmo por seu intermédio.
 Por ela acabar-se-iam as asneiras e desumanidades. Dentro dela é que nasce “tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável”.  Ela não me poda de maneira alguma, mas me permite ter asas e ali no meio do céu, sinto-me mais perto de Deus.
 Dá próxima vez que o censo bater na minha porta e perguntar: -Religião?  Não esquecerei de dizer que a minha...
- É o amor...


29 comentários:

  1. Porque Deus é amor.
    Porque cansei de certas coisas.
    E porque no amor o imperfeito torna-se belo...

    P.S: Respeito a religiao de cada pessoa, apenas me reservo o direito de ter a minha ;)

    ResponderExcluir
  2. E vc tem todo esse direito Ju...

    Bom domingo.

    beijooo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita que saudade de tu menina!!!

      beijos Aninha

      Excluir
  3. Excelente seu texto. Mais que proclamar, os religiosos deveriam praticar o amor.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho,
      mas penso que todos nós somos humanos.
      Cada um de nós com suas virtudes e defeitos.

      Peço a Deus mais virtudes que defeitos rsrs

      beijos

      Excluir
  4. Oi
    linkei seu banner lá na minha página de parceiros.
    ;)

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marquinhos o que será que vc ia dizer?
      #Medo kkkkkkkkkk

      bjs

      Excluir
  6. Samantha Pimentel24 de junho de 2012 20:52

    lindo!! adorei, sinto-me do mesmo jeito muitas vezes, cansando cada vez mais da religião institucionalizada, acreditando sempre mais no amor.... amei o texto!! ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada Mantha,

      Também cansei de religioes. E olhe que como falei no texto conheci várias religioes, no início até pareciam iluminadas...
      Mas depois me escureciam.

      O amor é a melhor religiao do mundo.

      Quem ama faz o bem e vive para o bem, nao é?

      bjs

      Excluir
  7. Minha querida

    A liberdade de escolher qual o caminho da fé...acima de tudo.


    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita palavra decorada de sentidos é
      LIBERDADE!!!
      Linda por demais

      bjs

      Excluir
  8. A de todos deveria ser amor, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  9. A serenidade me diz que a religião bitola a mente, impede a sensatez, a inteligência e a perspectiva da evolução pessoal. Estudar e sentir as dádivas de Deus apenas com os bons atos, sem entrar nos templos, pagar dízimos por isso e não usar o nome do Criador em vão. Belo texto! Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu digo e repito:

      Amém, amém, amém!!!!

      bjs

      Excluir
  10. Respostas
    1. E eu reassino que é pra ficar bem documentado kkkkkkk

      bjs

      Excluir
  11. que texto lindo- esta rolando um sorteio Mara no blog, participe
    beijokas
    http://www.estilopropriobysir.com/2012/06/sorteio-em-parceria-com-pro-corpo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanha passarei lá e obrigada pelo convite

      bjs

      Excluir
  12. ...

    Preciso falar contigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro leitor anonimo,

      O Reticencias está sempre pronto pra falar e ouvir seus leitores.
      Fala que eu te escuto rsrsrs brincadeira rs
      Entre em contato no menu contato. Ok?

      bjs

      Excluir
  13. Católico, evangélico, budista, macumbeiro, corintiano
    Espírita ou ateu
    Todo mundo busca a paz interna, tâmo aqui pra ser lanterna
    Foi assim que Ele escreveu
    Palavras e palavras e palavras
    E ainda acham que o deus do outro não pode ser meu."
    — O Teatro Mágico

    ResponderExcluir
  14. A Essência da Vida é o Amor. E que o amor destranca todas as portas, supera todas as dificuldades. Podemos todas as coisas naquele que nos fortalece.

    Acho que muita gente vive o que escrevestes.
    Gostei muito!

    ResponderExcluir
  15. Olá, você escreve muito bem! Adorei seus textos... As vezes me "compoto" também... Mas no sentido de evitar mesmo as coisas...

    Beijos

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados