19 de jun de 2012

O renascer da Fênix



Se de amor ou vazio,
Se de alegrias ou tristezas,
Interstícios trouxeram-me até aqui.
Mas encontro uma nova flor a cada dia
Encontro um novo horizonte, uma nova poesia.
Vejo nas pedras pequenas possibilidades,
Já não me conformo por pontes quebradas
Vou abrindo novos caminhos nessa estrada.
E se acaso, eu duvidar novamente
Da força que trago no amago,
Do fogo que carrego em minhas veias...
Lembrar-me- ei...
Do retomar de minhas asas, 
Desse voo livre.
Do dia em que das cinzas voltei!



5 comentários:

  1. Escrevendo novos capitulos.Recuperando a confiança,retomando chaves e mantendo muros, mas nao mais como prisoes...

    ResponderExcluir
  2. Que todos os seus novos capítulos sejam felizes e emocionantes!

    O que mais me impressiona aqui é sempre ser surpreendido a cada leitura.
    Uma obra-prima! Fiquei encantado com esse renascer. sinto-me privilegiado por lê-lo.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém Nilson!

      Fico felizem surpreender, o privilégio é meu de te-lo como leitor.
      Obrigada, de coraçao.

      Beijos

      Excluir
  3. Que lindo amiga...Sempre renascer a vida é assim um ciclo de renascimento. E a nós resta ter força sempre. Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força e fé!

      Ah e um tantinho de esperança, de confiança, de amor...

      Beijos

      Excluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados