6 de jun de 2012

Do amor que não vai embora...




Lembra quando deitávamos sob o sol? Você tocava em minha pele docemente e desvendávamos as nuvens. Eu te olhava nos olhos e o meu mundo era exatamente ali, dentro deles...
Nossa canção não toca há tanto tempo. Meu mundo ficou mais vazio, sem sentido. Não quero mais parecer uma tola, porque você se foi e fica parecendo que eu amo com exagero. Eu sempre amei com exagero... Mas com você eu quis que fosse diferente. Eu quis ser amada.
E o engraçado é que você já foi há tanto tempo e eu ainda sinto teu perfume ao redor. Eu ainda ouço o som da tua voz sussurrando em meu ouvido. Eu ainda danço pensando em você. Ficou aquele jeito de sorrir, meio abobalhado, na minha memoria, ficou o desejo do para sempre.
E eu só queria te contar sobre o meu dia, te falar de saudade e de que desde que partiu o sol não voltou a brilhar, eu te faria rir, eu te traria paz e as nuvens fariam sentido novamente. Queria te dizer que dói que tenha ido embora, porque você se foi, mas o amor ficou. E fica todos os dias...

6 comentários:

  1. Texto lindo e sincero demais. Maravilha.
    Você me pediu a lua e não pude dar. Agora posso. Beijo
    http://klictossan.blogspot.com.br/2012/05/nu.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindas! Muito obrigada pelas imagens perfeitas.

      :)

      Excluir
  2. Quando o amor permance apesAR DA AUSÊNCIA DE UM É TRISTE...lINDO CONTO! BEIJOS,TUDO DE BOM,ÓTIMO FERIADO!CHICA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhum, é bem triste.

      Bom feriado pra ti também.

      Obrigada Chica.

      Excluir
  3. ...Ju minha doce princezinha poeta,
    você está cada dia melhor!

    te amo, alma linda!

    muahhhhhhhhhhhhhhhhh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow que linda Vivian!

      Também amo vc

      Milhoes de beijos

      Excluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados