27 de jan de 2012

Sou pássaro.


Os meus voos são para esquecer
Quem tem asas a dor não mata.
Lá no alto há consolo de viver,
É no céu a minha casa.

As nuvens cobrem meu abismo,
O vento devolve meus pedaços,
Desfaz nós, desata laços...
Silenciar é arte e fanatismo.

Ao longe ouço pássaros...

Tão doce melodiar de seres míticos.
Que lindo canto!
Um sorriso teimoso faz-se em mim
Sou pássaro...

*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`ღ*


2 comentários:

  1. A liberdade, nos devolve a felicidade do voo...Lindo seu poema. Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra

      A liberdade é nossa dádiva mais preciosa. Ter o controle da razao é o que da sentido a tudo. Estou feliz para ser feliz um dia. :)

      Milhoes de beijos

      Excluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados