18 de dez de 2011

Sobre as artimanhas da vida...


E não é uma safada essa vida? Vive dando umas rasteiras filhas da mãe. Quando queremos Sol quentinho, chove. Aí aprendemos a dançar molhados pelo céu, bailamos, bailamos. Cessa a chuva!
Queremos liberdade, ela nos oferta algemas apertadas. Queremos aconchego ela nos oferece chão de espinhos. É um vai e vem de acontecimentos nessa montanha russa que, quem fica parado já morreu.
Dá tempo não, de chorar infinitamente as perdas, seja essa perda de confiança, amizade ou ente querido. Dá tempo não, de ser coitadinho em arena de leões! Essa espertinha não dá descanso. É cair pra aprender a ficar de pé.
Tem vezes que o chão parece mais confortável que seguir adiante (há, mesmo, quem a ele se abrace e se recuse a ficar de pé), ainda mais quando vemos que o caminho não é de flores e só vemos escuridão e urtigas adiante. Preguicinha de ser adulta, preguicinha de ser confiante e forte...
Danado de tanto espinho é esse que colocam bem na nossa frente pra gente, aprender a ser gente? Danada de dor é essa que dói sem que haja dor pra doer? Costumamos decorar a porta do nosso coração com as mais diversas dores, nós as penduramos e nos pomos a admira-las e a gemer, porque dor que é dor de respeito faz gemer sabia? Ah, mas a vida sabe disso e sempre trata de aumentar nossa coleção.
Pra aguentar essa vida é preciso ser muito doido! Alucinado mesmo... É preciso aprender a tirar mel de limão, não basta saber fazer limonada, não. Pra viver de verdade, tem que criar oásis em desertos e aguentar os furacões. Mas mais que tudo é necessário uma fé enorme, uma fé insana que nos faça dá o próximo passo no escuro, mesmo que haja só abismos na nossa frente...


*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`ღ*

2 comentários:

  1. A fé será meu suave manto;
    Que forte deixará a caminhada;
    em que não me alcançará portanto,
    o desânimo a me deixar em pranto,
    e um amanhã a me brindar com nada.

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados