25 de nov de 2011

Sobre as renuncias...


A vida é feita de renuncias sabia? Primeiro aquele instante em que deixamos o útero seguro e enfrentamos o frio do mundo. E choramos por saber que cada respirar será uma vitória nesse mundo de insanos.
Renunciamos ao chão para dar passos cambaleantes em direção desconhecida. Abrimos mão dos braços seguros dos nossos pais para seguirmos sozinhos e caímos pra descobrir que andar sozinho traz suas quedas e dor.
Deixamos de lado nossos “ gugus dadás” por um “mamãe e papai” e mais uma infinidade de palavras que no decorrer da vida, descobrimos que nem sempre vai nos ajudar. Porque quem nos conhece mesmo se comunica conosco pela linguagem da retina.
Guardamos nossos brinquedos em caixas no fundo do armário, porque não cai bem continuar andando com bonecas ou carrinhos debaixo do braço. Ficam para traz as brincadeira e o sonho e em troca vem à liberdade e a responsabilidade.
 Aprendemos a perder para ganhar vamos optando: Uma roupa ou outra, um curso ou outro, um emprego ou outro, um sonho ou outro... Mudar-se e renunciar ao convívio familiar, permanecer e renunciar a opção de mudar a vida pra melhor, casar e renunciar a vida de independência, ficar sozinho e renunciar a uma companhia.
E há aquelas renuncias que fazemos em benefício de alguém: ceder um lugar no ônibus, oferecer o casaco em um dia frio...
Até que chega o dia em que nossa renuncia galga outros limites, renunciamos a pequenas partes de nós em benefício de alguém, até que essas pequenas partes viram vazio imensos de nossa essência. Renunciamos a nossa felicidade em benefício da felicidade de quem amamos e em troca ganhamos a certeza de que ficarão bem.
Deixar o útero tem que valer a pena, afinal de contas é quando fazemos os que amamos felizes que encontramos algum conforto pra essa insanidade que chamamos de vida.




*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`ღ*

2 comentários:

  1. E quem renuncia algo aprende a ser mais humano
    abraços querida

    ResponderExcluir
  2. Começar a vida é enfrentar desafios... lindos como o amor, a amizade, a franqueza... coisas que fazem com que esses desafios valham a pena.

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados