28 de out de 2011

Doce canto



Ao abrir os olhos tão cedo
Que doce ouvir o canto amado...
 E o peito de saudade sufocado
Lança fora todo o medo.

Que emoção indizível
Acordar ouvindo tua voz
Vinda de longe, tão veloz,
E a minha incompreensível...

É como se por um momento
O sonho fosse real,
E ao acordar estivesse, tal qual
Sempre está em pensamento.

Pensando está ao alcance
A razão frágil e louca,
 Sedenta por tua boca,
Recria o nosso romance.



*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`ღ*

Um comentário:

  1. Há uma dosagem de desejo, misturada neste encanto de paixão Ju Lira.
    Seus poemas sempre me deixam encantada.
    Beijos flor.

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados