19 de ago de 2011

Outro sonho...


Só encontro mesmo abrigo
Quando deixo de olhar
Pra meu próprio umbigo
 E deixo o outro me tocar.

Tantos olhares no mundo
Tantas vozes sem voz
Uma injustiça atroz
Nesse cotidiano imundo...

Que chega de desejos bobos!
A realidade é dura e feroz,
Fareja sonhos como lobos
E destrói a fé de forma veloz.

Meu sonho agora é fazer mais:
Alcançar o coração das pessoas,
Fazer alguma coisa realmente boa
E ajudar em causas reais.


5 comentários:

  1. O poema é lindo, mas a foto é chocante. Triste realidade.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. O amor ao proximo anda morto no coração das pessoas...
    Só olham para o seu proprio umbigo.
    È uma pena.Lindo teu poema querida.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo texto. Conseguiste me tocar muito com poucas palavras. Escreve maravilhosamente bem. Deixou até uma lição de vida a todos nós. Beijos com carinho, querida. Au revoir.

    ResponderExcluir
  4. Temos que olhar muito mais para os outros!
    A nossa vida má é um luxo para muitos!

    Não podia deixar de vir aqui no regresso de férias deixar um beijinho!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, passando para divulgar meu novo blog, minha segunda morada, rss

    http://ensinameasentirteucoracao.blogspot.com

    um cantinho diferente do Palavras ao Vento, mais feito com o mesmo carinho

    te espero lá também.
    Beijoss!! linda e abençoada quarta feira!!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados