11 de jul de 2011

Perdoe-me

&
Por tanto te amar, eu parti
Covarde, não lutei por você,
Só distante eu percebi
Que é impossível te esquecer.

De sombras e ecos de ti,
 o mundo se preencheu.
Enquanto canta o colibri
Que sem você... Não sou eu.

Minha amada como é bom
Saber que existo em você,
Qual a pena que me cabe,
Por tentar te esquecer?

Seja qual for eu aceito.
Mereço o preço a apagar.
Dar-me-ei por satisfeito
Se a ti puder amar!


Fúlvio é o meu irmão, amigo e confidente, quase um padre rs
também é poeta e aqui ---> Reflexões ele faz magia 
ops ia esquecendo de dizer que AMO DEMAIS esse verdinho!

8 comentários:

  1. É... Quando se ama é dificil esquecer...
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  2. Ah o amor este sentimento por vezes tão feito de lembranças e saudade
    beijos juliana

    ResponderExcluir
  3. Amor é essa corrente que traz luz até o coração...
    Bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Bacana a parceria , Juliana !

    A poesia sempre vale a pena . palavras ditas com o coração encanta os olhos e a alma .

    Um grande beijo , querida !

    ResponderExcluir
  5. Já passei por lá...Agora vim te desejar uma semana linda.É lindo o poema.Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  6. SEU BLOG É TUDO DE BOM, LINDO!!BJK*

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo poema, querida. Estou lhe seguindo. Beijos. Au revoir.

    ResponderExcluir
  8. Que lindo poema de amor e entrega!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados