31 de jul de 2011

Confiança


A chuva permanece caindo
Continuamente no mesmo chão.
E a chama da confiança, diminuindo,
Sucumbe aqui em minha mão.

Vou protegendo como posso
Cuidando pra que permaneça,
Prezando tanto o que é nosso,
Pedindo a Deus pra que cresça.

Minhas mãos vão pedindo a tua,
 O fogo pedindo mais calor.
Como a água escorre pela rua,
A cera escorre sem pudor.

E o vento espalha minha prece:
‘Não deixe a chama apagar
Se não a luz que temos escurece
E terei medo de te amar. ’


Acho que confiança é uma vela
que pra se manter acesa deve
ser cuidada a 4 mãos...

5 comentários:

  1. Foto muito louca! rs

    Belo blog!

    Confiança é como empinar pipa/papagaio...
    Você vai dando corda/linha e ela vai subindo...
    Uma vez cortada/rompida, ela se perde, você não a recupera mais!

    ResponderExcluir
  2. Sabe que em sonhos minha luz esta sempre acesa, tenho meu amor, sempre por perto, mas ao acordar a luz se apaga e tenho que voltar a relaidade...Um amor que tenho, mas que amo por nos dois...complicado ne, mas jamais deixarei a luz da realidade se apagar...bjin

    ResponderExcluir
  3. oi querida, que lindo! você está melhor?bjos.

    ResponderExcluir
  4. boa noite minha menina linda!
    Já ficou boa? Faço votos que sim!
    ‘Não deixe a chama apagar
    Se não a luz que temos escurece
    E terei medo de te amar. ’
    Muito lindo e profundo...admirável...
    Bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  5. A imagem já diz bem o que é a confiança, a poesia completa de forma singular
    um beijo querida juliana

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados