23 de jun de 2011

Indescrítivel é o amor...

 
Sentimento que não se pode ver,
Que aflora sem se poder tocar,
Inconcebível de se decifrar.
 Tanto quanto de se descrever.

Se é o amor... Invisível.
Limitado pelo infinito.
O que o torna tão bonito
É sê-lo por si tão crível.

Só quem o vive poderá dizer
Do quanto de verdade se sente
Se dentro d’alma o trás rente,
Ou se logo o fará jazer.

  Se real afasta o temor.
Torna o que é distante perto
E o que é duvidoso, certo.
Que força estranha é o amor...

10 comentários:

  1. Uma força estranha e linda ele é! Linda poesia!bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. É um sentimento belíssimo que nos domina por completo quando o estamos a viver!

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo Juliana, as palavras vão ao coração quando saem do coração, por isso consegue nos tocar! Bjnhs

    ResponderExcluir
  4. Post perfeito. Poema mais imagem em plena sincronia. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a imagem e a poesia também, lindos!
    Já estou divulgando a promoção de aniversário do seu blog no meu blog! Agora é só torcer... rsrsrs...
    Feliz são João pra você!!!
    Beijocas...

    ResponderExcluir
  6. Ei ficou lindo o poema, espero ouvir você declamar ele em breve.

    Sim divulga ai a promoção do Livre Pauta, quer ganhar sozinha é? kkkkkk

    http://livrepauta.blogspot.com/2011/06/promocao-o-livre-pauta-incentiva.html

    ResponderExcluir
  7. Sentimentos que não se pode ver...linda poesia...bjs

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema!!!

    O amor em sua ssência.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. O amor é o mais nobre dos sentimentos. Sua poesia esta de arrasar, pra variar. :-)

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados