7 de fev de 2011

...

FOTO: weheartit
ESCRITO por Juliana Costa de Lira


Ela se sentia morta. E quanto mais morta se sentia mais queria sentir. Assim ele também morreria dentro dela! Mas ela não podia morrer... Era uma sobrevivente e as sobreviventes encontram forças dos lugares mais inóspitos pra se erguer. Era uma Fênix. Então sabia que ia se curar dessa dor. Mas por enquanto só pensava no quanto ele a fez de tola. E que mentiu até o último instante. Mas agora estava acabado, nunca mais ele a encontraria. Nunca mais!

2 comentários:

  1. ...hummm...não sei não, fantasmas costumam rondar nossos pensamentos...mas se for para não sofreres que esse possa seguir sem retornar...

    Lindas e sentidas linhas.

    Paz e LUz!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados