9 de jan de 2011

Mito.

FOTO: Google Imagens
ESCRITO por Juliana Costa de Lira

Dos mitos que no imaginário se cultua.
Das coisas que vagam fora de alcance.
Conta-se a antiga história de um romance:
Do profundo Mar com a insana Lua.

Atraídos pela força da gravidade
E do desejo que opera em abundância.
Impedidos pela infinita distância
Entre o sonho e a cruel realidade.

Do impossível fez-se Canção e poesia
Dissipou-se a dor, apagou-se o inferno.
 Com as lágrimas salgadas de Mar.

Num encontro rápido mora o eterno.
É o que os impede que os impele (a amar).
Espalhando ritos de fases e magia.

4 comentários:

  1. Amiga querida,
    ta tudo bem por aí?
    Continua escrevendo muito bem viu! Adoro vir aqui para ler suas inspirações.

    ResponderExcluir
  2. adorei este conto amo folcore bjsss saudades de vc na net viu sumida rsrsr.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Adorei seu cantinho e agora te sigo!
    Beijos meus!
    Uma ótima semana pra ti!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados