7 de dez de 2010

CARTA I

Campina Grande- PB  07/12/2010

FOTO: Google imagens
ESCRITO por Juliana Costa de Lira

Oi,

São exatamente 23h18min, estou olhando fotos, sentindo odores... Ando me cuidando, tenho me alimentado bem, ando comendo lembranças...
Aqui tá quente agora e eu fico me perguntando: por que sinto esse frio na alma? Olho pra porta, pra janela, pro computador... Sei que poderia olhar até pra Andrômeda e não veria você! Está fora do meu alcance, longe das minhas suplicas.
Você estava certo quando disse: “quando quiser me encontrar, basta olhar pra dentro de si, estou mais em você do que você imagina” É verdade... Já não sei dizer quem eu sou sem que você esteja em minha definição.
Olha, se você tiver um tempo vago. Passa lá em casa. Sabe o meu coração que você quebrou? Preciso que devolva, tô querendo juntar os pedaços. Dizem que é possível, dizem que quando juntamos todos os pedaços é como um quebra cabeça que te dá uma resposta sabe?
Vou perguntar porque você lutou por mim, porque fez tanto, tanto... Se no fim eu seria apenas mais um alguém que você conheceu e depois esqueceu.


Juh Lira

2 comentários:

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados