29 de out de 2010

É assim...

FOTO: Google imagens
ESCRITO por Juliana Costa de Lira
Como olhar o céu à noite e admirar
A criatividade do Criador.
Como o símbolo do beija-flor,
Infinito em seu efêmero voar.

Como o som da musica favorita,
O derradeiro abraço em quem se vai,
A memória tão viva do meu pai,
Ou a devoção que tenho pela escrita.

Como aquilo que temos por sagrado:
A memória mais doce da vida!
E com uma proporção tão desmedida,
Que chega a dar medo ser errado...

Ah! E sabe uma mãe ao ver seu filho nascer?
Aquele primeiro olhar de encantamento,
Pois é assim com esse sentimento...
É assim que eu amo você!


*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`ღ*

4 comentários:

  1. Juh...
    Quanto tempo que não passava aqui.
    Mudou tudo, que legal.
    Gostei do novo visual, sobre a escrita nem preciso falar nada, sempre ótima.
    Gostei novamente daqui.
    Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo...senti uma nostalgia nesses versos!

    ResponderExcluir
  3. O olhar de encantamento que uma mãe tem ao ver seu filho nascer, pra mim, não existe amor mais sublime. Embora eu sentisse uma pontinha de nostalgia no seu poema, pra mim, deveríamos sentir o amor dessa forma em todas as areas da nossa vida.
    Querida, andei sumida daqui por vários contratempos, mas sempre me lembro de vc.
    Tenha uma ótima saemana.
    Bjussss

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados