14 de out de 2010

Dos poderes e quereres...

FOTO: Google imagens
ESCRITO por Juliana Costa de Lira
Eu vejo algo em seus olhos.
Deixe-os abertos e vem pra mim.
É algo que me traz certa paz,
Eu vejo algo tão puro em ti!
   
Eu poderia continuar negando.
Dizendo que não sinto nada.
Mas o pulsar acelerado entrega,
Ainda que eu esteja errada.

Eu poderia segurar minhas asas,
Pra não voar para ti, pra não voar...
Mas elas ganham vida própria,
Batem pra te encontrar.

Eu poderia tanta coisa...
Mas o que eu quero tanto, tanto...
 É aquilo que não posso:
Perder-me no som do teu canto.

No brilho do teu olhar,
E nessa dança de encantos,
Com um beijo secar do mar
  Qualquer tipo de pranto,

Fazendo-te sempre ficar.
Atando-te junto a mim.
Por vontade!Por me amar!
 Pra nunca mais precisar ir...   
*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`ღ* 

4 comentários:

  1. ai ai Ju, tão lindo e romântica essa poesia! Fiquei suspirando e com vontade de recitar pra alguém especial...rsrsrs..principalmente esse finzinho aí:
    "Fazendo-te sempre ficar.
    Atando-te junto a mim.
    Por vontade!Por me amar!
    Pra nunca mais precisar ir..."
    Acho que to apaixonada! rsrsrs...mas não espalha tá! rsrsrs...

    ResponderExcluir
  2. Ju, saudades d vc.. Deu um Up no blog hein... Gostei.

    Que poema mais lindo Ju, teus versos são duma paixão cheia de ternura.

    Fala pra ele JU..rs..bjão

    ResponderExcluir
  3. Que as asas voem abertas para o Amor!
    Sempre!

    Beijo grande

    :)

    ResponderExcluir
  4. Amar é fascinante.
    Q poema!
    Q talento!
    ^.^

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados