22 de out de 2010

Colorindo...

FOTO: Google imagens
ESCRITO por Juliana Costa de Lira
Quando contigo eu cruzei,  
Teu mundo era tão cinza.
E você... Apenas  um chato ranzinza,
Que em um acaso encontrei.

E eu quis pegar em teu rosto,
E com minhas próprias mãos,
Criar uma nova emoção,
Que trouxesse um novo gosto.

Pra tua vida tão triste!
Peguei  minha caixa de lápis de cor,
E colori muitas bobeiras de amor.
Achastes  tanta  graça, sorristes...

E fui pintando um céu, um mar.
Uns barcos que navegavam em cachoeiras.
Retirando linhas, rompendo fronteiras.
Ensinando-te de novo a sonhar!

Agora já sabes pintar sozinho,
Mas se acaso esqueceres o rito,
Lembras que tens o encanto do infinito,
E que já não estás só nesse caminho...

*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`ღ*

2 comentários:

  1. Meus olhos agora brilharam tanto quanto a luz da Lua refletindo seu encanto no Mar...
    EJAQED

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga querida e inspirada! Deveria transformar suas doces palavras em livro sabia? Deveria levar essa ideia a sério porque você escreve com paixão, com sentimento, com emoção. E quem te lê consegue perceber tudo isso. Senti alegria ao ler isso! ai ai..

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados