27 de mai de 2010

SAUDADE...

Escrito por Juliana Costa de Lira

Meu peito arde de saudade.
Esquecer-te é o que deveria
Sair dessa noite vazia e fria,
Reencontrar minha sanidade.

Mas pensa que é fácil ser coerente
Quando o coração segue tolo,
Buscando metáforas como consolo
À distância que só ele sente?

Pensei ser fácil se eu quisesse,
Como aprender que promessa
Escreve-se com esse e esse.

Esquecer-te?!Ledo engano meu!
Fácil é comer pão de queijo.
Fácil é unir de vez, você e eu...

15 comentários:

  1. Explicando um pouco

    Uma vez fiz uma promessa, de esquecer.Mas a saudade se alimenta de ausência...

    Ps:Dizem que os melhores pães de queijo são os de Minas, será verdade?

    ResponderExcluir
  2. Ju, que lindo soneto! Saudade é fogo, hein, queima demais. Mais contente-se com boas lembranças, aquelas que ficam na bagagem das recordações, se delicie com elas, nossa como é bom, reviver! Relembrar é Viver, já dizia algm que não sei quem é! rs
    Mais, Ju, 'pão de queijo', de Minas se é o melhor, eu não sei, rs(...)

    Bjuuuu!

    ResponderExcluir
  3. Ju, esqueci de perguntar, eu mudei o template do meu, pqr eu não conseguia mecher nele, e ficava todo toscão! =\
    Mais, me diga como conseguiu mecher neste?
    E aí, eu coloquei outro, não consegui mecher tmbm!
    Ái, que raiva.

    Xêruuuuu =**

    ResponderExcluir
  4. Ok, Ju me add no msn, que qndo eu chegar em casa eu entro e aceito, pois estou no trabalho e aqui não abre msn =/

    Mais, mto obrigado por sua disponibilidade e carinho.

    Xêruuuu...=*

    ResponderExcluir
  5. Juliana lindo o soneto, falar do amor e da saudade, somente consegue quem os sente.
    O poema ficou divino.
    Saudade é uma "palavra" tão nossa que não existe tradução.
    Não provei todos os pães de queijos de lugares diferentes, uma coisa eu sei, os de MG são muito gostosos.

    ResponderExcluir
  6. É amiga. Enquanto a gente sente essa ligação não tem jeito,algo ficou mal resolvido,não compreendido e portanto não finalizou,ainda tem uma vírgula. Lindo soneto(nunca sei a difernça entre, poema,poesia e soneto) as vz me explicam mas esqueço,talvez porque não seja tão importante pra mim saber e sim sentir. Montão de bjs e abraços agradecidos pela visita e comentário tão valoroso lá no bloggirls tb.

    ResponderExcluir
  7. Esquecer é tão dificil...
    E dói demais até esquecer...
    Lindo poema, tão lindo e doce como você...
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  8. É Ju, eu acabei me vendo nesse seu poema,,,,quem disse que é fácil esquecer?...qto mais se quer esquecer,mas lembramos.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Mudaram o link e deu essa confusão.
    http://asmeninasdoblog6.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. É concordo que a saudade se alimenta da ausência. Também sinto muita saudades de alguém e estava justamente hoje a tarde pensando nisso. Seu poema está lindo e magnífico como sempre.

    ResponderExcluir
  11. Ju minha querida, que lindo poema...
    ah essa saudade nos mata né? uma saudade boooa.
    mas eu entendi, entendi... vem passear pelos cometas que a saudade passa um pouco!

    Mil beijos e duas estrelas!

    ResponderExcluir
  12. Nossa, que lindo,,,saudade assim é bom,,,se no final é facil unir de novo,,,to precisando disso, precisando urgentemente aprender isso,,,minha querida,,,me emocionaram seus comentarios,,,de coração,,,obrigado,,,obrigado e obrigado,,,,beijos de otimo final de semana.

    ResponderExcluir
  13. Olá Ju,
    Esquecer não é fácil, quando alguém deixa uma cicatriz invísivel, mas que se sente que está lá!...
    Beijinhos,
    Manuela

    ResponderExcluir
  14. ...
    Menina Juliana,
    Sempre precisa nas letrinhas.
    Um beijo pra ti e
    Um abraço na tua alma.
    ...

    ResponderExcluir
  15. Li nde novo e me encantei mais uma vez. rs... Saudades. Montão de bjs e abraços
    Elaine Barnes

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados