29 de jan de 2010

Vamos falar sobre rosas!

Escrito por Juliana Lira

Hoje não quero falar de astros ou anjos.
Não quero falar de palpitações ou de encontros.
Não vou falar de dores, muito menos de adeus.
Não vou evocar seu nome, nem sentimentos meus.

Apartir de hoje falarei de aquecimento global.
Falarei sobre o Fórum de Davos.
Falarei até sobre a pressão alta do presidente.
Ou de qualquer outra notícia do jornal.

Mas não vou falar de você,
 Eu não vou lembrar de você!

Porque tudo foi um sonho tão bom...
Porque foi algo escrito em outro mundo [nosso mundo]
Porque você merece demais ser feliz.
Por isso e por mim, hoje falarei sobre rosas:

'Conta a mitologia grega, que a rosa vermelha
Surgiu do amor de Afrodite e Adônis...
Ao vê o amado morrer e correr para o seu lado,
Feriu-se em meio aos acúleos de uma roseira branca.'

Nunca imaginei que teria problemas
Com a deusa do amor...
Mas ironicamente, minha rosa favorita
Sempre foi a mesclada.

Ela é vibrantee suave, mas parece afrontar as demais.
Sua beleza é rara e ela não quer ser igual.
É alegre, romântica e totalmente incoerente.
Hoje vi uma rosa dessas no jardim de uma casa.

Logo um sorriso brotou de dentro da minh’alma,
Depois de dias de muitas lágrimas e nenhuma calma...
Só porque lembrei que não tenho uma roseira dessas,
Mas mesmo assim ela continua sendo a minha rosa.

A única que toca meu coração e me põe a rir
Mesmo não a tendo perto de mim,
Mesmo apenas sabendo que ela existe,
Em algum outro lugar, em algum outro jardim...

9 comentários:

  1. Amigos

    Estava com um problema nos comentários, tava bloqueado de alguma forma, mas já liberou.Estranho não?

    ResponderExcluir
  2. Juliana não é? Pois é Juliana, parece que você não consegue não escrever, sobre ele, seja ele quem for. A mim pareceu que você saiu dele, mas ele não saiu de você.Se aceita um conselho menina, sai um pouco, vai passear e ver o sol!
    A vida é muito efêmera para não ser aproveitada e você garota, parece ser uma menina legal e bonita.
    A rosa não é sua, meu bem, a rosa é do jardim. Mas existem tantas espécies de rosas por aí!Que tal dá uma oportunidade para as orquídeas?

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita, muito lindo seu blog... textos intensos.

    Adorei e te espero mais vezes no meu.

    beejo

    ResponderExcluir
  4. Hoje deu,,,ontem aqui estive mas os comentarios não abriam,,,mas esse falar não falando de amor é muito bom,,,muito pratico em sua essencia de deixar registrado o quanto se gosta,,,o quanto se sente....beijos de paz e um belo dia e uma otima semana pra ti....

    ResponderExcluir
  5. Felipe

    Poxa vc me pegou rsrsrs Parece mesmo que eu falei de qualquer coisa menos de rosas!

    Esse conselho de passear e ver o sol foi ótimo, isso provavelmente me ajudaria muito rsrsrs
    Obrigada pelo carinho

    Essência e Palavras

    Grata pela sua visita também, seja mil vezes bem vinda.

    Everson Russo

    Pois é Erverson, não sei o que aconteceu ontem com esses comentários.Já quanto ao "falar não falando", eu vou continuar tentando.Quem sabe eu não consigo? rsrss


    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  6. Falar sobre as rosas é mais fácil né, porque elas não falam, mas cuidado, elas exalam e o cheiro delas pode te fazer lembrar.

    Bjinhos em ti
    Mah

    ResponderExcluir
  7. QUERIDA JULIANA, MARAVILHOSAS PALAVRAS DE AMOR E CARINHO... ADOREI O TEU DOCE VERSEJAR... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  8. Oi Juliana!
    Obrigada pelo seu comentário e a sua visita.
    Concordo com vc quando disse que algumas coisas a ciência não explica, porém as que dá pra explicar servem como alerta. E foi o que busquei fazer quando falei sobre a paixão. Ela ocorre mesmo quando não se tem contato físico, e mesmo que a gente saiba tudo sobre ela, mesmo assim é inevitável não senti-la, porque se torna necessária nas nossas vidas. Agora, quando vc se apaixona por alguém, sem contato físico e por muito tempo, pode ser um amor platônico, que é uma situação mais complexa.
    Gosto muito da forma como vc escreve colocando seus sentimentos. Neste poema vc diz que nunca imaginou ter problemas com a Deusa do Amor. Quem não tem? A própria mitologia fala disso. Afrodite era casada com Hefesto, portanto ela e Adônis eram amantes. Um dia o marido os pegou juntos e eles foram punidos. Portanto, o que eles tinham era um amor proibido. As vezes a gente chora e insiste por algo que nos faz mais mal que bem.
    Vc não tem uma roseira da sua rosa preferida? Então, plante uma! Assim vc a terá sempre ao seu alcance e inebriando-se sempre com o seu perfume.
    Bjussss

    ResponderExcluir
  9. "Mas ironicamente, minha rosa favorita
    Sempre foi a mesclada."

    Ai, que eu choro!
    Voce nunca imaginou ter problemas coma Deusa, e eu sempre os tive!

    É a vida, não?

    Beijo

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados