11 de jan de 2010

Eu, Lua...


Por Juliana Lira (em face da Lua)

Perguntam- me quem sou
Se esta ou aquela,
Se a verdadeira ou miragem
Tu o saberás...

De certo de todas as criaturas fugidias
Que embalam os passos terrestres,
Tu que nadas tens de terrestre,
Hás de saber quem sou eu.

Com a clareza de um astro
Que no campo das palavras orbita,
E com a calma de quem reconhece
uma parte de si.

Então se porá a ri...
E de certo olharás para o céu neste instante
E mui delicadamente dirás:
És a lua do meu céu.

E eu Lua, verdadeiramente Lua
Hei de cobrir-te de mel.

4 comentários:

  1. ...uauuuu....que doces palavras de lua-de-mel...rssss...Parabéns...por certo ele saberá que alem de doce é linda como a Lua...

    Beijos então!

    ResponderExcluir
  2. Que linda...

    Não conhecia esse seu lado!

    Adorei!

    bj

    ResponderExcluir
  3. Lua de mel...
    Feliz daquele a quem essa lua derramar seu mel.
    Que doçura de poema.
    Bjos meus querida

    ResponderExcluir
  4. Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba.
    Não ame por admiração,
    pois um dia você se decepciona.
    Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação.
    Madre Teresa de Calcutá

    Desejo uma linda semana com muito amor e carinho.
    Abraços

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados