4 de dez de 2009

E eu, quem sou?


Por Juliana Lira 


Não tenho ainda as respostas pra todas as perguntas que meu coração teima em fazer, ainda não sei por que poucos têm tanto e muitos quase nada.
Ainda não entendo como é fácil matar um ser humano por um real ou por causa de uma discussão tola no trânsito, não, eu ainda não tenho as respostas!
Não sei por que as pessoas que amamos e nos são tão caras são arrancadas do nosso seio como se não fossem nada, não compreendo o mecanismo dessa máquina chamada sociedade onde tudo se fingi, até o amor.
Não assimilo como pessoas vem e vão das nossas vidas e nós temos que ficar sentados na varanda, as vendo passar...
Não me conformo com a fome, com as guerras tolas e inúteis, com o armamento bélico, nem com aquecimento global.
Não me conformo com as doenças estúpidas que matam de forma arbitraria e com pessoas que partem sem nem dá tempo de um ultimo adeus.
Ainda fico triste com o fim de grandes amizades, amizades que fizeram nossa vida ter sentido por tanto tempo... E ainda fico perplexa em como aquela amizade guardada há tanto tempo numa caixinha no fundo do coração um dia volta a preencher nossa vida como se sempre tivesse presente ali...
Não! Eu não tenho as respostas. Nem sequer de quem eu sou... Há em cada um de nós personalidades distintas e multifacetadas. E aqui dentro mora um mistério que por vezes me surpreende para o bem, mas há vezes, que me surpreende para o mal.
Então talvez a vida seja uma eterna guerra, e nessa guerra o melhor de mim, a parte que sabe compreender, amar e perdoar, a parte que prefere ser ferida a ferir deve ganhar.Porque a pessoa que eu quero ser na vida é a melhor pessoa que eu puder!
Sou alguém que quer ser verbo, que quer amar, criar, sonhar, realizar, mudar o mundo... Alguém que não tem resposta pra quase nada, mas tem pergunta pra quase tudo.Alguém que sonha um dia ser berçário de estrelas e num esplendor de luz iluminar a vida de outras pessoas...
Sei que há um Deus, Ele controla e entende tudo, Ele me mostrará as respostas que eu precisar saber, e a Ele sigo amando eternamente, porque em seus braços sempre estarei segura, e perto Dele sou sempre melhor do que quero ser.

19 comentários:

  1. É, quem somos..???
    Ótimo menina, como sempre néh..!!
    grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ju!

    Vim deixar meu carinho e desejar um final de semana de paz procê!

    Parabéns por mais um lindo texto...

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Seu texto é sempre perfeito. Os conflitos muito bem colocados. Admiro vc cada vez mais. Creio que vamos descobrimos quem somos e o que queremos conforme vamos vivendo as experiências . Assim separando as sementes do que é bom do que não é acabamos por descobrir o que precisamos pra sermos mais felizes. As explicações do que as pessoas fazem e sentem qdo praticam atrocidades, só está dentro deles, do drama de cada um. Nunca iremos saber. O mal existe e estamos no caminho certo quando vivemos pra melhorar o que somos. Abraços carinhosos e um montão de bjs amiga

    ResponderExcluir
  4. Ju, és ainda tão jovem... Pois em declive, eu, sempre tenho mais perguntas que respostas.
    Belo texto. Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  5. Sim mas tudo ao seu tempo e com sabedoria ira conquistar teus sonhos, paz.

    ResponderExcluir
  6. Porque estava a água tão azul ?

    Abriu os braços e deixou-se ir. O fundo do oceano chamava-a, num murmúrio silencioso que mais ninguém, para além dela própria, ouvia. Talvez fosse só o rebentar das ondas nos recifes de coral, à superfície; ou o rolar das conchas no fundo de areia, empurradas pela corrente. Ou talvez não fosse nada.
    Um silêncio imenso, azul, tomou-lhe o corpo, enquanto se afundava devagar, contemplando a superfície luminosa das águas a afastar-se, cada vez mais distante, mais distante...
    Era uma forma de partir, tal como outra qualquer.
    Era uma forma de desistir, de renunciar ao sofrimento, de dizer basta à doença, de aceitar... que nem sempre se pode vencer.
    Soltou as últimas bolhas de ar que ainda conservava consigo e ficou a vê-las subir, rumo à superfície... enquanto ela se afundava mais e mais, para uma água cada vez mais azul, rumo à escuridão.
    O médico dissera-lhe: mais seis meses... talvez um ano, se tiver sorte...
    Não era justo.
    Tanta coisa ainda por fazer... tantos projectos inacabados... tantos sonhos por cumprir... e uma doença, seis meses de vida, talvez um ano? Se tivesse sorte?
    Não era justo.
    Mas a vida não tinha que ser forçosamente justa, pensou. Sentira as primeiras dores no mês anterior, e depressa compreendeu o que a esperava, nos tempos seguintes.
    As dores repetiram-se, aumentaram de intensidade. O médico também a avisara disso. O próximo passo seria a cirurgia, a amputação, e depois... nem ela sabia o que seria o depois.
    A falta de ar apertou-lhe o peito.
    À sua volta, um bando de peixes coloridos parecia intrigado, pela presença daquele corpo inerte, afundando-se vagarosamente no oceano.
    A vista turvou-se, misturando formas e cores numa aguarela confusa.
    Deixou-se ir.



    Algo a tocou. Abriu os olhos.
    O que era aquilo?
    Uma tartaruga? Nunca estivera assim tão perto de uma...
    Passou-lhe a mão pela carapaça, lisa e escorregadia. Ela devolveu-lhe o gesto, debicando-lhe o braço frio. Só então reparou, quando a viu afastar-se.
    O pobre animal já sofrera no corpo a investida de algum caçador, faltava-lhe um dos membros inferiores. Nadava desajeitada, em sucessivas curvas, mais devagar do que seria normal... mas mesmo assim, sobrevivera, e ainda continuava viva, nadando...
    Ficou a vê-la afastar-se, rodeada por um séquito de pequenos peixes, como se de uma autêntica corte se tratasse.

    Contemplou novamente a superfície esbranquiçada das águas, cada vez mais longínqua.
    Valeria a pena?

    Não sabia.
    Sabia simplesmente que... tinha que tentar.
    Abriu os braços e apontou à superfície. Podia já não ter ar suficiente... mas valia a pena tentar...

    Rolando

    ResponderExcluir
  7. Estou desejando à você
    um excelente dia!!
    Muita paz, muita alegria
    um dia Super Feliz !!

    beijooo.

    ResponderExcluir
  8. sempre temos que qrer sermos o melhor d nós!
    beijo

    ResponderExcluir
  9. Jujú,
    sabe que esses dias eu me toquei que nós não devemos os psrofundar muito em nossos problemas e incertezas, pois ficamos mal qdo percebemos tamanha maldade, tamanha ijunstiça?
    Devemos nos fingir de céticos, para nós não nos machucar tanto, devemso não nos cobrar tanto para nós sermos felzies amanhã.
    Como nós nos machucamos, e como nós nos cobramos, pelo amor !!!!
    Se finja um pouquinho de cega, infelizmente e procure ser feliz minha lindona ...
    Te adoro viu?
    Um beijo enorme em seu coração

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ju!

    Sabe, muitas dessas perguntas nos perseguem pela vida toda. Mas o questionamento sempre deve existir. É assim que crescemos. E a fé é a maior força que podemos ter para enfrentar essa situação.

    Um beijo, querida, e uma semana de paz!

    ResponderExcluir
  11. Um excelente texto!
    Dar tempo ao tempo para longe alcançar os nossos objectivos!
    Um beijo,
    Judite

    ResponderExcluir
  12. muito lindo o texto, realmente são coisas que nao conseguimos compreender... beijos

    ResponderExcluir
  13. Que texto em JULIANA?

    LÍ rapidamente, mas volto para comentar. Tá?

    Porém não poderia deixar de avisá-la que já temos o resultado das propostas lá no FOTOFALADA e mais uma grande surprêsa para vocês.

    Agora é a vez das mulheres escolherem. Olha tá um show de beleza masculina.

    É só conferir!!!

    Um abração carioca!!!!

    ResponderExcluir
  14. é tão comum dizer isso.... mas é avida Jú... bjksss

    ResponderExcluir
  15. Enquanto Deus estiver noc controle tudo ficará bem. Mesmo sem resposta para todos estes porquês.

    Tem selo e um decalração de afeto para ti no "Cuidado por DEus.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Só Deus entende essas coisas, viu Ju?!
    Lindamente escrito.

    beijOs

    ResponderExcluir
  17. Reflexão belíssima Juliana!
    Dizem que "quando encontramos todas as repostas, vem a vida e muda todas as perguntas".
    Bjussss

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados