19 de set de 2009

Sempre há um amanhã...



TEXTO por Juliana Lira

O que posso eu dizer- te de tudo que vemos?
Quando o mundo parece tão duro e frio
E a vida parece feita de profundo vazio
E não vemos mudança por mais que fazemos?

Digo que as vezes não é o que esperavamos
Digo que as vezes tudo é mesmo desilusão
E que mesmo rodeado... sua companhia é a solidão
Digo que o mundo é diferente do que sonhavamos

Mas e daí?Te peço por favor não cruze os braços!
Lembre a vida é o que fazes dela e és a diferença
Creias se o mundo quebrou TU podes juntar os pedaços

Veja aconteça o que acontecer o Sol sempre volta
Nunca duvides da magia de um dia após o outro
Que como milagre gira a terra e a alma solta...

3 comentários:

  1. As vezes o planeta parece girar por cima de você,
    e isso é horrível!

    Mas é bem verdade que só nós,
    muitas vezes podemos nos ajudar,
    lamentar ou ficar parado no tempo nunca ajuda,
    e sempre sabemos disso!

    As vezes falta alguma força pra se erguer,
    mas é sempre, um dia após o outro,
    e nada pode parar isso, por pior que seja,
    então, devemos ser assim, deixar as coisas pra trás, o tempo tem seu mérito sobre tudo,
    apenas por que é implacável, e nunca
    para por nada!

    Beijos Juh, Belíssima postagem!

    ResponderExcluir
  2. "Mas e daí?Te pesso por favor não cruze os braços!"

    A vida segue seu ritmo e não podemos deixar de acreditar no futuro... se é amor hoje, amanhã pode não ser, ou quem sabe seja o melhor... mas mesmo devemos embarcar na paixão, pois tudo muda e o bom sempre volta...

    beijos,
    e um domingo iluminado de sol...

    em você eu vejo...

    do seu menino-homem.

    ResponderExcluir
  3. Sempre existe um caminho sempre existe uma estrada onde a o horizonte se chega na luz.
    Belo texto.

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados