29 de ago de 2009

Sem fé...

TEXTO por Juliana Lira

Descobri o que aos teus olhos eu sou:
Aquela que você não tem fé de ser real.
Aquela que te toca de uma forma banal.
Uma erva daninha que no teu coração brotou.

Ah, como eu queria que entendesses
Que com tudo poderia conviver,
Mesmo com as fases e a maneira de viver
Tudo! Desde que tu cresses...

Não esperava nada, nada queria.
Apenas que pensasses em mim um pouco.
Apenas que existisses e fosses feliz um dia.

Indecisão, liberdade e desapego
Isso realmente não era nada para enfrentar,
Mas falta de fé em mim é doloroso e difícil suportar.


Um comentário:

  1. Seus textos me "tocam" de uma maneira que nem eu sei explicar... Parabéns, pela maneira envolvente com que escreve. Como sempre, encantada com suas palavras. Beijos, Juh!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados