8 de ago de 2009

Magia...

TEXTO Por Juliana Lira

Foi Magia o que nos juntou.
Nem destino, nem acaso
ou uma mera coincidência.

Foi Magia o que fez o pássaro
pousar em minha janela
entoando os mais sublimes cantos.

Magia que apresentou-me a um Anjo
de asas cintilantes e coração sonhador.
Anjo que protege-me do frio

Porque magicamente é o Sol
é o esplendor em pessoa
tanto que não há dois iguais.

Mágico encantamento que arrebatou-me
até a idade média onde pude conhecer
o bardo mais cretino que já existiu.

E vagar por vielas perdidas
cantando às estrelas e ao amor.

Feiticeiro das palavras.
Encantador de serpentes.
Poeta dos imortais.

Odiá-lo é tão fácil!
Difícil é encontrar os motivos para tal...



5 comentários:

  1. Nossa, quem me dera eu ser esse pássaro,
    esse sol, esse feiticeiro,
    essa bardo, mesmo sendo cretino!
    Quem me dera ser tudo isso!

    Poxa...

    Que inveja desse cara!


    Só não sinto inveja,
    pelo fato de você odiá-lo...

    De que adianta ser aquele cara ali,
    se você o odeia?

    rsrsrsrs!!

    Saudades de ti moça linda,
    a gente se vê pelas ruas noturnas,
    depois da festa dos bardos!

    Abraços JUH, adoro-te!

    ResponderExcluir
  2. A magia nos coloca diante do amor....

    Como nos mantê-mos lá?

    ResponderExcluir
  3. Magia ou não, que continue a alegrar o seu coração!
    Um beijo,
    Judite

    ResponderExcluir
  4. Eu queria ser um pássaro, voar até aí e te dizer "Oi Juliana tudo bem?" Gostei do poema! Beijo

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados