16 de ago de 2009

Foi apenas um instante...


TEXTO por Juliana Lira

Seu toque suave produzindo arrepios, sua voz penetrando em minha alma, a experiência mais doce.Um eclipse! Sol e Lua não ocupam o mesmo espaço, e o sol brilha independente, faz suas próprias rotas, é imune a satélites...

Um instante de magia, de poesia e de perfeição, cada momento sendo uma dádiva, cada descoberta um som de musicas. Seu solo intocado, imune a tudo, segue como se nunca houvesse pisado nele ( talvez jamais tenha pisado), e eu vou seguindo com um toque de veneno em minhas entranhas, veneno que não mata pois fez-me renascer para tudo que é belo.

Um instante que tem requintes de eternidade, por isso adeus jamais poderei dizer, que seja uma história imperfeita, histórias imperfeitas também tem seus encantos, de mim não terá ponto final, tudo o que posso dar, tudo o que pode receber de mim são reticências...

E no mais, valeu o perfume das flores, não há culpados, não há vítimas tão pouco, e se dizes que eu o superestimava, seguirei fazendo isso, pois apesar de seguir cumprindo as promessas que um dia fiz, jamais negarei que é mágico!

Guardo-o na porção infinita do universo reservada às estrelas de alta grandeza, ali ficarás pela eternidade, mesmo que para ti essa eternidade tenha durado apenas um instante...

7 comentários:

  1. Uau! Que lindo! Quem é o muso inspirador?

    Eu também tenho alguns amores inesquecíveis, que me fizeram sentir um amor verdadeiro e doce...e apesar de não estarmos mais juntos, estarão sempre no melhor lugar da minha memória!

    beijos e ótima segunda feira!

    ResponderExcluir
  2. Não existe fim,
    existem desvios, mas não existe fim,
    tudo o que vai, volta...

    O mundo em giros,
    encontros, reencontros, desencontros,
    pra futuros reencontros, e encontros...

    Assim é tudo,
    existem perfumes que não descolam da camiseta,
    não importa o quanto lave, e existem outros,
    que quando na camisa, nem terá coragem de lavá-la...

    O acaso nos acostuma com o incerto,
    e o incerto nos bonifica, nos entristece,
    nos alegre e surpreende...

    Você que enxerga o sol,
    que és a Lua,
    acredite,
    nem sempre será um eclipse...
    Gravidade,
    acredite no poder da gravidade!

    um intante, um momento,
    sempre será eterno!
    E o infinito, mora ali dentro...

    Belíssimo Juh, beijos pra ti,
    sem Adeus, sem até mais,
    um abraço!

    ResponderExcluir
  3. OS PEQUENOS INSTANTES E SUA ETERNA DURAÇÃO...


    OS PEQUENOS GRANDES INSTANTES...

    ResponderExcluir
  4. amar, sentir y v vir
    todas las sensaciones
    que den paz En este tiempo
    para descansar, juliana
    ,
    sosiego y
    tranquildad a nuestro corazon.
    Desde mis HORAS ROTAS,
    y AULA DE PAZ
    un afectuoso abrazo y
    cariño compartido
    siempre desde el alma
    saludos
    de amistad:
    ---Jose Ramon---

    ResponderExcluir
  5. Muito sensivel e pura sensibilidade...é sempre bom ter algo positivo mesmo que o sol pareça timido.

    ResponderExcluir
  6. sol e lua
    e você é linda,
    e esse pedaço de luz feito por você é pura magia, romantismo, e deleite...

    sonho contigo!

    beijos,
    do seu homem-menino.

    ResponderExcluir
  7. Juliana,

    Belíssimo texto... muito inspirador. Eu acompanhava um outro blog seu, mas dei uma sumida da net e desde que voltei, não consigo acessá-lo mais.

    Bom te rever aqui!

    Um abraço Karinhoso,

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados