29 de jul de 2009

Os avisos...


Avisaram- me de tudo
do vazio,
do frio,
da dor...

Por que não ouvi melhor?
Deveria saber que nem sempre
a força e a coragem superam
a saudade.

Se tivesse ouvido seria diferente?
Talvez fechasse a janela,
talvez não tivesse deixado a porta aberta,
talvez tivesse crido no perigo.

Mas tudo que vi foi beleza,
tudo o que senti foi magia
e acredite nada me pararia.

Talvez então tenha chegado a hora,
aquela em que o adeus é iminente
em que as luzes se apagam
no palco dos sonhos da mente.

Ignoraria os avisos de novo?
-Nem ao menos olharia para eles!
Sinto o cheiro de suas palavras
e elas fazem a dor valer a pena...

Senti teu beijo ontem a noite
seria o beijo da morte?

2 comentários:

  1. Nossa.. que medo, que profundo..
    As vezes não queremos ver os sinais, mas eles berram e nos ensurdessem...e a gente tapa os ouvidos.. por medo de sentirmos algo que dói tanto..
    Beijos, só quero os da vida!

    ResponderExcluir
  2. A beleza dessas palavras, só é menor que sua profundidade...

    Que sentimentos lindos inspiram sua poesia...

    Você é uma pessoa linda, e
    seu cantinho também, suas palavras
    carregadas de sentidos, de sentimentos...

    Fechar os olhos pra os avisos,
    os receios,
    e seguir em frente, é uma atitude de coragem
    sem dúvida,
    os leões as vezes, podem ser mansos,
    se você arriscar fazer um cafuné...

    E o beijo da morte por valer uma vida inteira!

    Beijos linda, até mais... Belíssima postagem!

    ResponderExcluir

Me conta tua impressão sobre o que leu, que eu te conto o que tua impressão me causou.

Posts Relacionados