12 de jan de 2019

Revérbero


Essa jornada de improviso,
Não leva a destino algum.
Mil rostos, um fato em comum.
Eu deveria ter escutado o aviso.

Decerto que o tanto que se perde
Deixa mais marcas de dor que de bem.
Olho tantas vezes procurando alguém,
Que tenha o mesmo fogo ou dele herde.

Há algo no espelho, eu ainda vejo.
Aquele conhecido sorriso zombeteiro,
Talvez o mesmo ardor, o mesmo desejo

Nessa imagem do mesmo tinteiro,
Distante de tal forma que nem se nota,
Nuances de insanidade que conforta.

#UmTextoPorDia
#365Dias&Palavras



11 de jan de 2019

Devaneios



Sentei na nuvem ontem, sujei meus pés com o pó das estrelas. Ouvi os ventos do sul, eu ouvi a música, mas falhou. Ouvi apenas o refrão. O que acontece comigo nessa cama de universo? Não posso esquecer, ou posso? Será que devo, ou quero?
Às vezes me pergunto se foi mesmo feita pra mim essa canção. Em um novembro qualquer duas almas se unem frente a existência divina. Nunca haveria nada igual, nem nos contos, nem nos versos dos poetas. 
Importa que seja belo o tanto que ainda cabe em mim, a lembrança que teima em vim nos mais confusos momentos. Há  fotografias do tempo que mostram o melhor de nós, um instante infinito de magia. E quando penso em descer da nuvem e pisar no chão desse mundo injusto, me agarro a essa imagem. De como o mundo poderia ser belo. De como duas mãos se encaixavam com tanta perfeição...

#UmTextoPorDia
#365Dias&Palavras

10 de jan de 2019

....


Rouxinóis
As vezes cessam
Não havendo luz
Emudecem os pássaros


#UmTextoPorDia
#365Dias&Palavras

9 de jan de 2019

De amor és feito, oh Senhor


De amor és feito,
De palavra e encanto.
As estrelas são pedras do teu manto.
Deus, amado, Deus perfeito.

De amor és feito,
E não dessa tosca hipocrisia,
Tão imunda que nem teu sangue espia.

Vive a esperança, com efeito,
Do infinito, belo, que tu és
Tu hás de guiar os nossos pés,
Pois és de amor que és feito.



#UmTextoPorDia
#365Dias&Palavras

8 de jan de 2019

Te recrio


O meu querer cabe dentro do teu olhar.
Carregue meu cheiro pra dentro de si.
Meu sonho mais bonito, foi pintado por tuas mãos,
Eu que te sonhei como quem sonha a perfeição.
Teu toque ainda queima a minha pele
E eu que decifrei tua essência de existir,
Quando tu fostes embora, quis dizer pra não ir.
Mas Fiquei, fiquei com tanto que ainda te tenho.
Reinventei teus passos pra te cantar em lá maior. 
Te transportei pra tudo, tudo ao meu redor.
Te reinvento e repinto, deixo o lápis correr até você.
Ao teu olhar, ao meu querer...

#UmTextoPorDia
#365Dias&Palavras